19 de Novembro de 2017
18º/33º
NOTÍCIAS » ESPORTE
14/07/2017

Piloto tupãense fica em segundo lugar em competição em Cruzália

Equipe A Cross voltou premiada para casa

Mais uma vez, o morador e representante de Tupã, Adriano Gelli, conhecido como Cacoal, é destaque no motocross pelas cidades do Estado.

No último final de semana, o piloto Cacoal, da Equipe A Cross de Cristo de Tupã, subiu ao pódio do Terceiro Motocross em comemoração ao aniversário da cidade de Cruzália. A Equipe A Cross voltou premiada para casa e, mais uma vez, contou com o apoio de seus parceiros e patrocinadores.

O piloto Cacoal subiu ao pódio do Terceiro Motocross, depois de enfrentar alguns obstáculos durante a corrida e a presença de vários adversários. A competição contou com a presença de vários pilotos dos Estados de São Paulo e também do Paraná. A comissão dividiu as disputas em várias categorias, com um nível técnico bastante elevado. O piloto da Equipe A Cross marcou sua participação em 3 baterias, sendo que a sua categoria é a MX3, e as demais, MX 2 e Gold, serviram como treinamento.

A primeira corrida do dia foi valendo a categoria MX 3. Com gate lotado e com vários pilotos que disputam o Campeonato Brasileiro, Cacoal já avançou e fez uma excelente largada, liderando o 2° lugar. Rapidamente, Cacoal ultrapassou seus adversários, que brigavam pela liderança. Após algumas voltas, um adversário encostou no piloto ficando próximo de Cacoal, o que acabou atrapalhando seu trajeto e o fazendo perder a 2ª posição.

Apesar da boa recuperação, o piloto A Cross não teve tempo hábil para chegar à liderança em primeiro lugar, mas conseguiu reassumir a 2ª posição, utilizando técnicas e ritmo forte até a bandeira de chegada, terminando a prova em 2° lugar por apenas uma roda. "Foi uma disputa emocionante, levando o público ao delírio", lembrou.

"Nas últimas categorias acabei cansando um pouco, mas isso é natural. No motocross o condicionamento físico é muito importante, e ainda vai levar um tempo para estamos 100%, vamos continuar treinando pra melhorar em todos os aspectos", declarou Cacoal.

Já na categoria MX 2, Cacoal não conseguiu largar nas primeiras posições, mas em uma corrida de recuperação acabou chegando em 6° lugar, considerada uma boa posição em relação ao nível da corrida e por não ser a categoria de domínio do piloto.

Na última bateria do dia, a MX Gold, Cacoal largou na 5ª posição e até a metade da prova manteve essa colocação, mas devido ao ritmo muito forte, o piloto acabou sobrecarregado e decidiu diminuir o ritmo, perdendo 2 posições.

"Foi um final de semana muito produtivo, consegui colocar em prática aquilo que estamos treinando. Nos últimos dias,estamos treinando junto com o piloto Renan Goto, o Japinha, isso tem nos ajudado muito, com isso consegui imprimir um ritmo muito forte, foi muito bom mesmo. Agradeço a Deus em primeiro lugar; ao meu pai Arlindo, que sempre me apoia; minha esposa Tati e filha Anna Laura; e aos meus apoiadores, que acreditam em nosso trabalho, Lajes Tamoyo, PointGraphics, Detroit Motos e Quallyfisio", concluiu.




Jornalismo A Cross de Cristo de Tupã
+ VEJA TAMBÉM