22 de Novembro de 2017
18º/33º
NOTÍCIAS » SAÚDE
23/10/2017

Falta de remédios ainda é realidade nas farmácias municipais de Tupã

Farmácias municipais ainda não regularizaram o estoque de medicamentos

A falta de remédios nas farmácias municipais mantidas pela Prefeitura de Tupã, ainda causa transtornos para muitos pacientes, que precisam comprar os produtos.

Segundo a Secretaria Municipal de Saúde, as farmácias municipais ainda não regularizaram o estoque de medicamentos. "Não totalmente, alguns medicamentos encontram-se com empenho atrasado", confirmou o secretário Laércio Garcia.

Por isso, quem precisa da medicação ainda reclama da atual situação da farmácia. O atraso na entrega dos medicamentos acontece devido à falta nos distribuidores ou atraso no pagamento, segundo citou Garcia.

A Prefeitura de Tupã é responsável pela compra da medicação, que acontece trimestralmente, durante todo o ano, a partir da publicação da licitação. Segundo o Setor de Compras, até o dia 9 de outubro foram investidos R$ 3.004.273,71 na compra de medicamentos. Os remédios são retirados pelos pacientes, de forma gratuita.

Remédios

Os remédios disponibilizados são: medicamentos para hipertensão, diabetes, colesterol, Parkinson, antibióticos, antiinflamatórios, xaropes, psicotrópicos (ansiolíticos, antidepressivos, anticonvulsionantes) e outros.

Segundo as informações, na Farmácia Básica Central são atendidos os usuários do SUS do município de Tupã. Na farmácia especializada (Saúde Mental) pacientes do município de Tupã e da região somente para o Ambulatório DST/AIDS.

Atendimento

A Farmácia Central fica na Avenida Tapuias, 725, e o horário de atendimento é das 7 às 17 horas.

Já a Farmácia Espe-cializada atende na Rua Cherentes, 302, fundos. O horário de atendimento é das 7 às 17 horas. Por fim, a Farmácia - Unidade Saúde da Família Setor A, fica na Rua Gilberto Muccio Mazzei, 200, Jardim Itaipu, e atende das 7 às 13 horas e das 14 às 16 horas.


Redação Diário de Tupã
+ VEJA TAMBÉM