16 de Dezembro de 2017
18º/33º
NOTÍCIAS » ESPORTE

Atleta tupãense fatura o Prêmio Paralímpico de 2017

Em festa de gala em São Paulo, nadador é eleito o melhor atleta paralímpico do ano pela terceira vez. Campeã mundial, judoca leva entre as mulheres.

Rumo aos Jogos de Tóquio 2020, os principais atletas paralímpicos do Brasil se reuniram nesta segunda-feira em uma festa de gala na Sala São Paulo. Os melhores da temporada tiveram suas conquistas reconhecidas no Prêmio Paralímpicos 2017, do Comitê Paralímpico Brasileiro (CPB). A judoca Alana Maldonado, campeão mundial, recebeu o prêmio de atleta do ano na categoria feminina. No masculino, o nadador Daniel Dias foi o homenageado, mas não pôde comparecer à cerimônia por estar disputando o Mundial do México.



Maior medalhista paralímpico do Brasil com 24 conquistas, Daniel Dias está disputando o Mundial da Cidade do México, que foi adiado por causa do terremoto no país em setembro. Ele já conquistou dois ouros e pode levar o terceiro nesta segunda-feira. O agradecimento do nadador por seu terceiro prêmio de melhor do ano foi feito por vídeo.

- Fico muito contente de receber mais uma vez esta premiação. É gratificante saber que tenho o carinho e a torcida das pessoas. Não pude estar presente porque estou representando o Brasil aqui no México, mas agradeço de coração a premiação - disse Daniel Dias, que nasceu com má formação congênita dos membros superiores e da perna direita.


Daniel Dias conquistou o ouro no Mundial do México (Foto: Marcio Rodrigues/MPIX/CPB)


Alana Maldonado ganhou os holofotes pela primeira vez no ano passado, quando foi vice-campeã paralímpica na categoria até 70kg. Neste ano, ela subiu um degrau no pódio e ficou com o ouro na Copa do Mundo de judô da IBSA (Associação Internacional de Esportes para Cegos), em outubro, no Uzbequistão.

- Estou emocionada com esta premiação. Queria agradecer à minha equipe técnica, meus colegas de treino e à minha família que me dá suporte diariamente. Muito obrigado a todos - disse Alana, que foi diagnosticada com a doença de Stargardt aos 14 anos e disputa o judô para cegos desde 2014.


Alana Maldonado é vice-campeã paralímpica de judô (Foto: André Durão)


O Prêmio Paralímpicos também homenageou os melhores em cada uma das 25 modalidades paralímpicas, os melhores técnicos de modalidades coletivas e individuais, o atleta revelação e o atleta da galera (veja lista abaixo). O calendário paralímpico termina oficialmente com a Liga Mundial de vôlei sentado no Centro de Treinamento Paralímpico Imigrantes, a competição começa no próximo dia 14.

Homenageados no Prêmio Paralímpicos 2017

Atleta Revelação - Mariana D'Andrea
Atletismo - Petrúcio Ferreira
Basquete em cadeira de rodas - Gelson da Silva
Bocha - Evelyn Oliveira
Canoagem - Caio Ribeiro
Ciclismo - Lauro Chaman
Esgrima em cadeira de rodas - Jovane Guissone
Esportes na neve - Aline Rocha
Futebol de 5 - Ricardinho Alves
Futebol de 7 - Jan Francisco
Goalball - Josemarcio Sousa
Halterofilismo - Bruno Carra
Hipismo - Sérgio Oliva
Judô - Alana Maldonado
Natação - Daniel Dias
Parabadminton - Vitor Tavares
Parataekwondo - Débora Menezes
Remo - Jairo Klug
Rugby em cadeira de rodas - Julio Cézar Braz
Tênis de mesa - Danielle Rauen
Tênis em cadeira de rodas - Ymanitu Silva
Tiro com arco - Francisco Cordeiro
Tiro esportivo - Geraldo Von Rosenthal
Triatlo - Carlos Viana
Vela adaptada - Ana Paula Marques
Vôlei sentado - Fred Dória

Por Bruna Campos - Globo Esporte
+ VEJA TAMBÉM