17 de Outubro de 2018
18º/33º
NOTÍCIAS » ESPORTE

Judoca tupãense continua preparação para disputa na Alemanha

Alana Maldonado está no aguardo de convocação da seleção brasileira neste início de semana.

Depois de obter resultados expressivos na temporada de 2017, a consagrada atleta tupãense Alana Martins Maldonado, de 22 anos, categoria médio (até 70 kg), 1m75 de altura, que integra a AMEI-Associação Mariliense de Esportes Inclusivo, após se recuperar de uma cirurgia no tornozelo esquerdo, está no aguardo de convocação da seleção brasileira neste início de semana.

A judoca, que curtiu férias em Tupã e no dia 27 de dezembro seguiu para Santa Catarina em visita aos avós nos festejos de final de ano, retornou aos treinos no dia 5 de janeiro em São Paulo, no Centro de Referência de Judô Paralímpico da Mooca, onde reside.

No período de 7 a 13 de fevereiro, Alana Maldonado disputará o Open na Alemanha. Posteriormente, de 16 a 18 de março, participará do Grand Prix Internacional em São Paulo no Centro Paralímpico. Em maio, terá pela frente o Pan-Americano no Canadá. No mês de novembro disputará o Mundial de Judô em Portugal.

Em julho, ela integrará a delegação da seleção brasileira formada por 13 atletas masculino e feminino, que realizará treinamentos no Japão.

A categorizada atleta, com três vitórias por ‘ippon’ (espécie de nocaute), conquistou a medalha de ouro (campeã) na Copa do Mundo de Judô para Deficientes Visuais, realizada no dia 10 de outubro no Uzbequistão.

Alana tem como principais títulos: medalhas de prata nos Jogos Paralímpicos Rio 2016, bronze nos Jogos Mundiais da IBSA na Coréia do Sul, em 2015, prata nos Jogos Parapan-Americanos de Toronto-2015, bronze por equipes nos Jogos Mundiais da IBSA na Coréia do Sul, em 2015, e ouro no Grand Prix da Grã Bretanha, em 2016, classe visual B2.

Sempre que vem a Tupã, Alana participa de treinamentos com judocas da Academia da Acert, onde iniciou as atividades no esporte. A atleta faz questão de externar agradecimentos a João, Eduardo e Sérgio, da Segment, que há três anos mantém parceria.




Redação Diário de Tupã
+ VEJA TAMBÉM