18 de Outubro de 2018
18º/33º
NOTÍCIAS » BRASIL

Minha Casa, Minha Vida terá mais 650 mil casas

Anúncio foi realizado em coletiva na última quinta-feira (08)

Em entrevista coletiva realizada na tarde desta quinta-feira (08) no Ministério das Cidades, o ministro Alexandre Baldy, juntamente com o ministro-chefe da Secretaria de Governo, Moreira Franco, anunciaram novas contratações para o Programa Minha Casa, Minha Vida, em todas as faixas de renda.

No total, foram anunciadas as contratações de 650 mil novas unidades, sendo 130 mil da Faixa 1 (contendo as contratações da modalidade Entidades e do Programa Nacional de Habitação Rural – PNHR), 70 mil unidades para a Faixa 1,5, 400 mil para a Faixa 2 e 50 mil novas moradias para a Faixa 3. Para isso, serão investidos R$ 9,7 bilhões do Orçamento Geral da União (OGU) e R$ 63 bilhões do Fundo de Garantia de Tempo de Serviço (FGTS).

De acordo com o ministro Alexandre Baldy, o novo anúncio buscar atingir uma meta ousada, porém possível, em consonância com a postura do Governo Federal de recuperação da economia brasileira. "Sob o aspecto do Programa Agora, É Avançar, temos para 2018 uma meta de retomadas e de novas construções totalmente ousadas. Acreditamos que a construção civil gera muitos empregos, e impulsiona a economia. Desejamos que todas as articulações do governo consigam recuperar a economia, e dessa maneira vamos promover essa articulação com o Programa Minha Casa, Minha Vida".

O ministro Moreira Franco ressaltou o tamanho do desafio e reforçou o comprometimento do Programa Agora, É Avançar com a retomada de obras no setor da habitação. "O que almejamos é ambicioso, porque conseguimos sair da maior recessão da história, com investimento público debilitado. O volume de obras atrasada se tornou algo muito significativo. Hoje, retomamos a possibilidade de investimento, recuperando o tempo perdido, com investimento de R$ 100 bilhões, em 7 mil obras. O Programa Minha Casa, Minha Vida, é um esforço de não só garantir o maior direito do cidadão, da casa própria, mas também de gerar mais empregos na construção civil. O objetivo que se colocou para 2018 é preciso, e que vamos perseguir com muita determinação".

Para garantir a execução da meta, o ministro Alexandre Baldy afirmou que "não há nenhuma ameaça ao acesso aos recursos para a construção das moradias dos programas".

Geração de empregos

Segundo o ministro Alexandre Baldy, cerca de 1,4 milhão de empregos serão criados com as novas obras. "Esse é um dos objetivos do programa: além de realizarmos o sonho da casa própria, vamos gerar emprego, reaquecendo a economia dos municípios, dando a oportunidade do trabalhador brasileiro colocar comida na mesa e dar mais dignidade à sua família".

O ministro Moreira Franco reforçou o discurso, afirmando que a luta contra o desemprego é um dos pilares para a retomada da economia brasileira. "Precisamos nos mobilizar para gerar mais empregos, a taxa ainda se encontra muito alta. E só esse programa vai gerar uma quantidade excelente de novos postos de trabalho. Pode certamente abrir novas esperanças de que o caminho que estamos seguindo é o melhor para o país".


Redação Folha do Povo
+ VEJA TAMBÉM