15 de Dezembro de 2018
18º/33º
NOTÍCIAS » LOCAL

Produtora cultural realizará projeto de Hip Hop neste mês

Proposta foi aprovada no Proac 2017.

O Governo do Estado de São Paulo, Secretaria da Cultura e a ONG Umont de Tupã apresentam neste mês, o Projeto Hip Hop Interior – "Seminário de Cultura Hip Hop do Centro Oeste Paulista”. O projeto, que será realizado em Marília e Tupã, tem como tema "Planejamento e articulação em rede, para acelerar o desenvolvimento da cultura da periferia na região”

Idealizado pela produtora cultural, dançarina e empreendedora afro, Marisa da Silva, o projeto foi contemplado no Edital nº 28/2017 do Programa de Ação Cultural – Concurso de Apoio a Projetos de Hip Hop do Estado de São Paulo e também terá atividades de Oficinas no mês de abril.

O edital recebeu 115 inscrições e foi selecionado 14 (quatorze) projetos de cultura Hip Hop em todo o Estado de São Paulo, com prêmio de R$ 40.000,00 (quarenta mil reais) cada onde os projetos devem contemplar uma ou mais elementos da Cultura Hip Hop que são a) Graffiti; b) Dança (Locking, Breaking, Popping, Hip Hop Dance, Krump, Freestyle); c) D.J; d) M.C. (Rap e Beat Box).

A produtora e gestora do projeto Marisa da Silva, explica que o projeto é um encontro com atividades de acesso gratuito, participação de lideranças das principais cidades da região, é uma importante ferramenta democrática, interativa e efetiva na promoção das principais demandas da cultura hip hop.

Nesta edição com formato de seminário tem o objetivo de fortalecer, mapear e capacitar fazedores de hip hop, contribuindo na formação, capacitação cultural e profissional, iniciando ações em rede, propondo a formulação de políticas públicas, com vistas de promover diálogos entre coletivos, artistas, grupos, entidades, governo e sociedade civil, em busca do desenvolvimento, fomento e potencialização das atividades e produções culturais urbanas.

"Estou muito contente pois um projeto quando completado tem o poder de beneficiar todos, pois será dois municípios atendidos, um público alvo regional, laços com cultura e a comunidade local, atividades totalmente gratuitas entre outros, agradeço o apoio da Secretaria de cultura de Tupã que colabora com assessoria em projetos e inscrições com o PAAC”.

ProAC Editais

O ProAC Editais é um programa de investimento direto do Estado em projetos culturais através de concursos regulamentados na forma de editais. Cada edital é direcionado a um determinado segmento artístico e/ou cultural. Contém a definição do objeto, prazo de inscrição, número de projetos que serão selecionados, o valor do prêmio, a documentação necessária, etc.

Os projetos selecionados recebem recursos financeiros diretamente da Secretaria para serem executados, não havendo necessidade de procurar patrocinadores. Foram lançados 43 editais em 12 segmentos artísticos/culturais em 2017.

O programa distribuiu 416 prêmios no ano, um aumento de 11% em relação a 2016. Em geral, o valor dos prêmios subiu 13% do ano anterior, totalizando R$ 34 milhões. O secretário municipal de Cultura Renato Gonzalez parabenizou o trabalho realizado pela ONG Umont e pela produtora cultural Marisa da Silva, e informou que a prefeitura, através da Secretaria Municipal de Cultural, está implantando o Programa de Apoio e Assessoria Cultural (PAAC), justamente com o objetivo de auxiliar artistas e produtores para que possam buscar apoio através de editais de leis de incentivo à cultura.

"Aproveito para comunicar artistas e produtores de Tupã pois já estamos agendando atendimento no PAAC - Programa de Apoio e Assessoria Cultural, que oferece o atendimento gratuito em noções básicas de elaboração, formatação, execução e administração de projetos culturais, inscrições e cadastramento em Editais de Leis de incentivo à cultura. Além de dicas e orientações de planejamento artístico cultural com o objetivo de desenvolvimento do setor no município. O público alvo do PAAC são gestores culturais, artistas, grupos, bandas, produtores, coletivos e entidades culturais em geral, o atendimento é através de agendamento na Secretaria Municipal de Cultura, no período de março a novembro”, afirmou.



Produtora cultural Marisa da Silva


Coordenação – Projeto Hip Hop Interior
+ VEJA TAMBÉM