19 de Outubro de 2018
18º/33º
NOTÍCIAS » LOCAL

Prefeitura apresenta duas propostas de benefícios a servidores

As propostas serão apresentadas pelo sindicato aos servidores, em assembleia geral que acontecerá nesta terça-feira, dia 15 de maio.

Depois de um mês de negociações com o Sindicato dos Servidores Públicos Municipais, a Prefeitura de Tupã apresentou duas propostas de benefícios salariais para serem analisadas pela categoria.

O secretário Municipal de Administração, Cláudio Zopolato, disse que a primeira proposta da prefeitura concede reajuste salarial de 3% para todos os servidores. "Os servidores que são do grau 1 ao grau 8 (com os menores salários) terão ainda um ganho real de 3%”, afirmou. Neste caso, a proposta também concede aumento de 10% no vale-alimentação (R$ 25,00), que passaria de R$ 250,00 para R$ 275,00. O benefício da assiduidade teria aumento de 20%, passando de R$ 6,00 para R$ 7,20.

A segunda proposta, de acordo com Zopolato, seria conceder reajuste salarial de 3% para todo o funcionalismo e um aumento real de 5% aos servidores dos graus 1 a 8. "Nessa segunda proposta, não haveria outros benefícios. Ou seja, seriam mantidos os valores do ticket (vale-alimentação) e abono de assiduidade”, afirmou.

As propostas serão apresentadas pela entidade sindical aos servidores, em assembleia geral que acontecerá nesta terça-feira, dia 15 de maio. A equipe econômica do prefeito espera receber uma resposta oficial e decisiva por parte do Sindicato dos Servidores, na quarta-feira, dia 16. A partir disso, será encaminhado um projeto de lei para a Câmara Municipal até a tarde de sexta-feira, para deliberação na sessão do dia 21, em regime de urgência.

Reivindicações

A pauta apresentada pelo Sindicato dos Servidores reivindica reajuste de 40% no valor do vale-alimentação, passando de R$ 250,00 para R$ 350,00. A entidade sindical ainda solicita à prefeitura para que não seja descontado o vale- alimentação nas faltas abonadas, na licença maternidade ou paternidade, nas faltas por acidente de trabalho, "licença nojo”, licença casamento ou quando o servidor doar sangue.

A categoria reivindica ainda a criação de um novo benefício para todos os servidores que ganham hoje até R$ 2.862,00, pagamento do benefício de periculosidade para os tratoristas com base no laudo judicial no índice de 30%, periculosidade para os podadores de árvores e insalubridade para garis, com base em laudo judicial, no índice de 40%.

O sindicato solicita o pagamento do benefício de periculosidade dos vigilantes patrimoniais em 30% e horas das refeições, além da elaboração de estudos para a reposição da inflação do ano de 2016, o que não foi realizado pelo então prefeito da época.

A pauta reivindica o pagamento de gratificação, dentro do percentual de 50%, referente ao salário base de servidores que cozinham nas creches e escolas.

O sindicato também reivindica a gratificação de aposentadoria, no valor de seis salários, que deve ser paga no ato da aposentadoria dos servidores.

Diário
+ VEJA TAMBÉM