15 de Dezembro de 2018
18º/33º
NOTÍCIAS » REGIÃO

Galinha com 1 metro é vendida por R$ 74 mil em cidade do interior de São Paulo

A ave, chamada Betina de Diamante, bateu o recorde de preço para fêmeas da raça índio gigante

Uma galinha chamada Betina de Diamante, de 1,04 metro de altura, bateu o recorde de preço para fêmeas da raça índio gigante. Ela foi vendida por R$ 74 mil durante um leilão de aves gigantes, em Jaguariúna, interior de São Paulo. O negócio foi realizado no dia 29 de setembro, mas seu criador, Haroldo Poliselli, recebeu a confirmação de que o valor foi recorde na última terça-feira (9/10). A galinha foi adquirida por um criador de Franca (SP). Em média, uma ave desta raça vale de R$ 500 a R$ 6 mil.

Com um ano de idade, Betina é filha de outro recordista, o galo Voodoo da Diamante, que mede 1,26 m, a maior altura já alcançada por um galo índio. O alto preço alcançado no leilão é explicado, em parte, pela questão genética, que demanda altos investimentos. Apesar disso, o mercado vem crescendo, garantem criadores.

Ademir Melauro, o comprador, pretende continuar a linhagem de Betina. Ele já planeja fazer o cruzamento da ave com seu galo Mezenga, de 1,18m.

Em um vídeo publicado no YouTube, dois profissionais que trabalham na Diamante, criadouro de aves índio gigante, falam detalhes sobre a família de Betina e suas características. Assista abaixo:



Raça gigante

A raça índio gigante é resultado do cruzamento entre galináceos altivos e a galinha caipira. A Associação Brasileira de Criadores de Índio Gigante (Abracig) determina alguns critérios para que a ave seja considerada "gigante”. O macho precisa medir pelo menos 1 metro e pesar 4,5 kg. Já a fêmea deve ter no mínimo 85 cm e pesar 3 kg.

O principal atributo, que atrai o interesse de criadores, é o porte altivo e avantajado. As aves são consideradas dóceis.


A galinha Betina de Diamante


Betina de Diamante tem um ano de idade e mais de um metro de altura


Globo Rural
+ VEJA TAMBÉM