17 de Novembro de 2018
18º/33º
NOTÍCIAS » BRASIL

Cachorro espera por quase 7 horas dona que fazia Enem

"Melhor amiga" do cão o adotou há três anos e disse que o animal a acompanha em tudo. Exame continua no próximo domingo (11)

Nem o sol forte ou a chuva que encobriu Cacoal (RO) na tarde deste domingo (4) impediram que Rex, um cachorro vira-lata, aguardasse por pelo menos 7 horas a dona, a estudante de ciências contábeis Mariana Barros de Assis, de 22 anos, terminar de resolver as questões do primeiro dia do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem).

O G1 acompanhou a chegada e a saída do cachorro com Mariana. Desde que a candidata entrou na faculdade particular para fazer o exame, o cão não saiu do local. Na maior parte do tempo, ele olhava em direção a porta central na esperança de que a dona voltaria.

Por conta do tempo de espera, chegou a passar mal cinco vezes de fome e cochilou. Mariana conta que encontrou Rex há três anos, na frente de um supermercado. À época, o cachorro tinha por volta de cinco meses.

Comovida pelo estado do animal, já que fazia frio, resolveu levar para casa. "O achei bonitinho, peguei amor e levei", contou. Desde então, os dois não se separaram. Seja em comércio ou fazendo uma caminhada, Rex faz questão de acompanhar Mariana.

"Onde eu vou, ele me acompanha. E ainda fica me esperando sair", disse a dona do cão.
A relação dos dois chama a atenção de vizinhos e conhecidos. Mariana diz não se incomodar com a companhia diária do cachorro, já que essa é uma forma dele demonstrar carinho. Ela já tentou prendê-lo em casa, mas o cão fica bravo e, na maioria das vezes, consegue escapar. "Tenho muito amor por ele. E é legal ver como ele tem amor por nós assim. Todo mundo que vê fica impressionado", contou.

Sonho com odontologia
Apesar de estudar ciências contábeis, Mariana informou que sonha com o curso de odontologia e que, por isso, resolveu arriscar para conquistar uma vaga na universidade federal. Ao G1, disse ainda que achou o tema da redação "bom, mas polêmico".

"Foi sobre internet. Foi um tema até bom de se escrever. Polêmico e bem atual", opinou a estudante.


Mariana Barros de Assis, 22 anos, segura seu cachorro, que a esperou por quase 7 horas


O cachorro pulou de alegria ao rever dona após quase sete horas de espera


G1
+ VEJA TAMBÉM