21 de Março de 2019
18º/33º
NOTÍCIAS » SAÚDE

Saúde alerta para os cuidados e prevenção contra a dengue

Dos 329 locais vistoriados, foram encontrados 56 criadouros.

Com a chegada do verão e os possíveis períodos chuvosos, fica mais propícia à proliferação do mosquito Aedes aegypti. Desse modo, o risco de transmissão de doenças como a dengue, zika vírus e chikungunya aumentam.

A enfermeira do setor de endemias, Juliana Yuri Ueji Begnossi, alerta a população tupãense sobre a importância de manter a vigilância em dia, no intuito de eliminar os criadouros do mosquito.

"No ultimo dia 3, tivemos a confirmação de um caso positivo de dengue, um paciente que apresentou os sintomas no final de dezembro do ano passado, por isso queremos reforçar o alerta”, explicou.

Ainda segundo a enfermeira, os trabalhos de controle de criadouros são realizados diariamente e será iniciada a nebulização nos imóveis que estão dentro do raio de 150 metros a partir do caso positivo.

Vale ressaltar que dentre os trabalhos executados, tem se encontrado uma quantidade significativa de criadouros do mosquito. Dos 329 locais vistoriados, foram encontrados 56 criadouros (recipientes com larvas do mosquito Aedes Aegypt), sendo em sua maioria latas, frascos, plásticos, bebedouro de animal e lonas.

"Todo cuidado é pouco e a prevenção sempre será a melhor arma para o combate do transmissor. A população também precisa fazer sua parte não deixando água parada e denunciando possíveis criadouros, pelo telefone: (014) 3404-2202”, informou Juliana.

Ajude a combater o mosquito

– Mantenha lixeiros bem tampados, ralos limpos e com telas;
– Se acumulou água no prato da planta, lave-o com escova, água e sabão, limpe-o semanalmente e preencha os de vasos de plantas com areia;
– Mantenha a lixeira externa fechada, assim como os tonéis, para não acumular água da chuva;
– Guarde garrafas em local protegido da chuva ou viradas para baixo;
– Cuidado com as piscinas, principalmente as sem motor para movimentar a água. A colocação de cloro na água é importante;
– Não deixe lixo acumulado nos pátios e nem jogue na rua;
– Limpe as calhas para que elas não represem água;
– Lave os potinhos de água e comida do cachorro, com escovas ou buchas, esfregando bem nas bordas;
– Não deixe pneus em áreas abertas. Eles acumulam água e comumente são focos do Aedes Aegypti;
– Retire água acumulada na área de serviço, atrás da máquina de lavar roupa;
– Cubra e realize manutenção periódica de áreas de piscinas e de hidromassagem;
– Atenção com bromélia, babosa e outras plantas que podem acumular água;
– Deixe lonas usadas para cobrir objetos, bem esticadas, para evitar formação de poças d’água.





Assessoria
+ VEJA TAMBÉM