22 de Setembro de 2019
18º/33º
NOTÍCIAS » BRASIL

Deputado cidadão tupãense é investigado por recebimento de propina da Odebrecht

Deputado foi condecorado em 2015 com título de "Cidadão Tupãense" na Câmara Municipal e recebeu 572 de Tupã nas últimas eleições

Uma perícia do Ministério Público Federal concluída em fevereiro nos sistemas da Odebrecht encontrou registros de pagamentos que somam R$ 8,35 milhões para o deputado Arlindo Chignalia (PT), entre 2008 e 2014.

O deputado federal investigado é bastante popular em Tupã, já possuindo, inclusive, o título de "Cidadão Tupãense" concedido pela Câmara Municipal em dezembro de 2015. Ele também já foi responsável pelo envio de emendas parlamentares, a mais recente de R$ 100 mil em julho deste ano, para custeio do Instituto Federal. O anúncio do recurso chegou a ser noticiado pelo Tupacity.com.

Nas últimas eleições, ele foi eleito com 87.449 votos, sendo 572 em Tupã, equivalente a 1,81% de seu eleitorado.

Investigação

Em novembro de 2018, a Polícia Federal já havia rastreado repasses de R$ 1,5 milhão, entregues em espécie a emissários do petista em hotéis. As informações são do site O Antagonista.

O dinheiro era parte de uma propina de R$ 10 milhões prometida ao deputado para viabilizar a contratação da empreiteira para obras nas hidrelétricas de Santo Antônio e Jirau.

Agora, vasculhando os sistemas Drousys e MyWebDay, o MPF encontrou novos pagamentos, que confirmam os relatos iniciais feitos por delatores.

"Os pagamentos foram divididos da seguinte forma: R$ 500 mil no ano de 2008; R$ 1,54 milhão no ano de 2009; R$ 1,3 milhão no ano de 2010; R$ 450 mil no ano de 2011; R$ 2,56 milhão no ano de 2012; e outros R$ 2,0 milhões no ano de 2014”, registra o MPF em novo laudo.

As entregas para "Grisalho”, como Arlindo era conhecido pelos executivos, eram feitos mediante senhas como "Botafogo”, "Veludo”, "Pedregulho”, "Framboesa”, "Mandioca”, "Panqueca”, "Sorvete”, "Melão”, "Sapoti”, "Loreal”, "Águia”, "Marola”, "Aquário”, "Mosquito”, "Caju”, "Castanha”, "Rocambole”, "Fumaça”, "Piscina”, "Goiaba”, "Pandeiro”, "Funil”, "Cigarro”, "Perdiz”, "Cenoura”, "Canivete”, "Atum”, "Tamborim”, "Melancia” e "Encomenda”.



Cidadão Tupãense

O título foi concedido pela Câmara Municipal por meio do projeto de decreto legislativo de autoria dos vereadores Antônio Alves de Sousa, "Ribeirão”, e Reginaldo Lima Rodrigues, "Caveira”.
Ribeirão entregando o título ao deputado Arlindo Chinaglia/Foto: Câmara Municipal
Ribeirão entregando o título ao deputado Arlindo Chinaglia/Foto: Câmara Municipal

A sessão solene em homenagem ao deputado ocorreu no dia 4 de dezembro. Na ocasião, a mesa de honra foi composta pelo vereador "Ribeirão”, prefeito Manoel Gaspar e prefeito de Queiroz, Walter Rodrigo da Silva e o deputado homenageado.

O principal motivo da homenagem, foi a viabilização que o deputado fez do Instituto Federal Campus Avançado de Tupã.

Recurso ao IFSP

No dia 2 de julho deste ano, Chinaglia esteve em Tupã para anunciar recurso de R$ 100 mil ao Instituto Federal. Ele fez questão de estar em Tupã para anunciar os recursos, sendo recepcionado no Paço Municipal pelo prefeito Caio Aoqui, vereadores e a diretoria do Instituto Federal de Tupã.

Arlindo Chinaglia durante anuncio de verba, no Paço Municipal
Arlindo Chinaglia durante anuncio de verba, no Paço Municipal


Redação Tupacity.com
+ VEJA TAMBÉM