20 de Setembro de 2019
18º/33º
ENTRETENIMENTO » COMPORTAMENTO

Chucky: 'Brinquedo Assassino' volta aos cinemas nesta quinta-feira (22)

Veja diferenças entre remake do filme de terror, que chega aos cinemas nesta quinta-feira (22), e o original lançado em 1988. Mark Hamill é elogiado ao dar voz ao boneco.

Sai o boneco aterrorizante surgido em 1988, entra um robô muito menos assustador. O Chucky do novo "Brinquedo Assassino", que estreia nos cinemas brasileiros nesta quinta-feira (22), é tecnológico e nada supernatural:

- No original, a alma de um assassino em série era transferida para o famoso brinquedinho;
- Agora, ele é apenas um boneco com defeito que fere e mata por querer proteger seu dono;

Mark Hamill dá voz ao brinquedo e passou ileso pelas críticas. Após dublar o Coringa de "Batman: The Animated Series", o Luke Skywalker da franquia "Star Wars" é elogiado de novo.

Para a revista "Rolling Stone", o ator "manda bem em cada segundo de humor e malícia" do personagem.

Levando em conta que este é o oitavo filme da franquia, era de se esperar essa tentativa de dar uma atualizada na história. Os produtores são os mesmos do retorno de "It - A Coisa".

Mas abandonar a premissa absurda dos primeiros filmes acaba sendo uma manobra arriscada. "É um remake sem alma", resumiu o jornal "The New York Times".

Chucky antes não tinha razão para cair matando: era um assassino na carcaça de um brinquedo. Agora, tudo parece mais previsível, certinho.

"Brinquedo Assassino" virou uma metáfora sobre o perigo da inteligência artificial. E os críticos não gostaram desse terror atualizado.

O jornal "The Guardian" definiu o filme como "entretenimento de muito mau gosto". A revista "Entertainment Weekly" apostou que o fã de terror que for ao cinema vai rir mais do que levar sustos.

O elenco tem Aubrey Plaza ("Legion") e Gabriel Bateman ("Quando as Luzes se Apagam"). O diretor é Lars Klevberg ("Morte Instantânea") e o roteiro é de Tyler Burton Smith ("Kung Fury 2").

Classificação

Brinquedo assassino [Chucky - Child's play, Canadá, Estados Unidos da América, 2019>, de Lars Klevberg (Imagem). Gênero: terror. Elenco: Aubrey Plaza, Brian Tyree Henry, David Lewis. Classificação: Não recomendado para menores de 16 anos.




Com informações G1
+ VEJA TAMBÉM