14 de Outubro de 2019
18º/33º
NOTÍCIAS » EDUCAÇÃO

UNESP de Tupã passará por obras

O Câmpus da Unesp em Tupã deverá receber novas obras com instalação do projeto de combate contra incêndios

O Câmpus da Unesp em Tupã deverá receber novas obras com instalação do projeto de combate contra incêndios.

A licitação aconteceu no dia 25 de junho, com a abertura dos envelopes com as propostas das empresas participantes da concorrência pública.

Ainda não foi informado o nome da empresa vencedora do processo licitatório. Vale lembrar que, concluídas as etapas burocráticas da licitação, com análise dos documentos e contratação da empresa, as obras deverão ser concluídas em até 120 dias, após a ordem de início dos trabalhos.

A segunda etapa dos serviços de engenharia referente ao Sistema de Proteção e Combate a Incêndios, envolve uma área total de 4.128,68 metros quadrados. O valor estimado das obras é de R$ 387.709,50.

Prédios

A segunda etapa para adequação e complementação do sistema de proteção e combate a incêndios engloba o prédio central, quadra poliesportiva, prédio da administração, passarela, portaria 2, onde deverão ser instalados extintores, placas de sinalização, sinalização de orientação e salvamento, sinalização de equipamentos de combate a incêndio.

Obras

A Unesp recebe ainda outras obras no Câmpus de Tupã, como a implantação de instalações elétricas, e melhorias na estrutura da central de laboratórios.

As obras estão avaliadas em R$ 145.141,69. O relatório do TCESP (Tribunal de Contas do Estado de São Paulo) informa que essas obras permanecem em atraso.

A execução das instalações elétricas para iluminação no estacionamento dos alunos terá custo de R$ 56.162,54. Foi pago até o momento à empresa que executa as obras o valor de R$ 6.083,95.

O reparo da cobertura metálica do beiral da central de laboratório do Câmpus, orçado em R$ 88.979,15, não teve valor pago informado, nem mesmo o período de atraso das obras.
Vale lembrar que a universidade se prepara para um novo período de vestibulares, onde receberá, a partir do ano que vem, mais 120 alunos, nos cursos de administração e engenharia de biossistemas.
A universidade desenvolve também diversas atividades de extensão que têm como foco a integração entre a Universidade e a comunidade. Dentre eles destacam-se o Cursinho 180 Graus e a UNATI (Universidade Aberta para a Terceira Idade), ambos programas institucionais.

Jornal Diário
+ VEJA TAMBÉM