07 de Dezembro de 2019
18º/33º
ENTRETENIMENTO » COMPORTAMENTO

Confira dicas sobre o uso de absorventes internos e acabe com os tabus

Embora ofereça maior conforto, usar absorvente interno requer alguns cuidados a mais que o externo

Medo de perder a virgindade, do produto se perder no corpo, de doer, de vazar. Os mitos e tabus em relação aos absorventes internos são muitos e causam dúvidas em muitas mulheres. Mal informadas, elas acabam com medo de usar essa forma de proteção durante o período menstrual.

A vida da mulher não para durante o período menstrual. E neste período em especial, ela precisa de segurança e discrição, além de higiene e conforto para que sua liberdade seja preservada. Benefícios como não sentir o absorvente, não precisar limitar o uso das roupas mais justas durante o período tornam essa semana do mês mais próxima do que são todos os outros dias. O absorvente interno pode garantir segurança, bem-estar e higiene ao
mesmo tempo.

A principal vantagem do absorvente interno é ser discreto. "Ele tem volume menor, o que contribui para deixar a mulher mais à vontade. Além disso, pode ser usado em situações em que o absorvente comum não pode, como, por exemplo, na praia e na piscina", explica a ginecologista Andréa Alves, do Centro Feminino de Ginecologia, Obstetrícia e Mastologia, no Rio de Janeiro.

Embora ainda existam dúvidas e preocupações em relação ao uso dos absorventes internos, os ginecologistas garantem que ele é totalmente seguro e confortável. Para acabar de vez com esse impasse, esclarecemos as dúvidas mais comuns sobre o assunto. Confira!

Quem é virgem pode utilizar o produto?

Pode. O hímen de uma mulher que ainda não manteve relações sexuais tem em média, 1,5 cm. Porém na puberdade, em função do aumento do hormônio estrogênio, a abertura vaginal se torna mais elástica, podendo chegar facilmente aos 2,5 cm. Os absorventes internos têm de 1,0 a 1,9 cm de diâmetro e por isso não danificam a abertura ou o canal vaginal.

Segundo a ginecologista Rosa Maria Neme, que dirige o Centro de Endometriose São Paulo, garotas virgens podem usá-lo sem problemas, pois não há nenhum risco de romper o hímen. "O máximo que pode acontecer é causar um pouco de desconforto na hora de colocar o absorvente", garante.

Os absorventes internos podem "bloquear" o fluxo menstrual?

Não, os absorventes internos não bloqueiam o fluxo menstrual. O tampão age como uma esponja, absorvendo o fluxo.

O absorvente pode se perder dentro do corpo?

Não há esse risco. O absorvente interno fica no fim do canal vaginal, mas a abertura do útero tem o tamanho da cabeça de um palito de fósforo.

Qual deve ser a frequência de troca do absorvente?

Embora ofereça maior conforto, usar absorvente interno requer alguns cuidados a mais que o externo. A Frequência de troca é o principal deles. "Em geral, ele não oferece nenhum risco à saúde, desde que seja usado de forma correta. Se ela mantiver cuidados com a higiene e trocá-lo em um período máximo de quatro horas, seu uso não traz problemas", assegura a médica Rosa Maria.

Em determinadas situações os cuidados com o absorvente interno devem ser redobrados. Segundo Andréa Alves, é possível ir à praia ou à piscina usando o absorvente interno. Mas, se quiser entrar na água, o absorvente acaba molhando. "Nesse caso, o ideal é que ele seja trocado logo para evitar infecções", alerta.

O uso do mesmo absorvente por muitas horas pode causar a Síndrome do Choque Tóxico (SCT), uma doença rara causada por toxinas produzidas pela bactéria Straphylococcus aureus. Esse microorganismo, assim como muitas outras bactérias, se encontra no corpo das pessoas saudáveis de forma natural, habitualmente na pele, nariz, axilas, virilhas e vagina.

Também é recomendado sempre lavar as mãos antes de colocá-lo. A indicação de como usá-lo vem junto com o absorvente interno, mas cada mulher descobre a melhor maneira de utiliza-lo sozinha porque isso varia muito. Em caso de começar a iniciar o uso é bom procurar um ginecologista para tirar possíveis dúvidas e saber se o seu hímen permite o uso sem que se rompa, embora isso com certeza não vá tirar sua integridade.

Posso usar um absorvente interno durante a noite?

Sim. Coloque um absorvente interno novo antes de ir deitar e troque-o ao se levantar, de preferência após um belo banho. À noite, nunca use o mesmo absorvente interno por mais de oito horas.

Ao usar o produto posso me machucar ou sentir dor?

Não. A colocação do absorvente interno pela primeira vez requer um pouquinho de paciência e prática, mas isso não vai machucar ou causar dor. O absorvente interno fica no final do canal vaginal onde não há mais terminações sensitivas, por isso ele não incomoda ou dói. Ele está colocado no local correto justamente quando a usuária não sente o produto.

A ginecologista Rosa Maria Neme esclarece: "Não dói para colocar o absorvente interno. E, se for colocado corretamente, ele não oferece nenhuma sensação de desconforto".

Há risco de vazamentos?

Se respeitado o período máximo de troca e o tamanho do produto indicado para a quantidade de fluxo da mulher, não há esse risco. Há risco de vazar se o fluxo menstrual for muito intenso. Nesse caso, além de usar o tamanho Super e procurar trocá-lo em um intervalo de tempo menor", recomenda a ginecologista.



bonde.com.br/Foto: Ilustrativa
+ VEJA TAMBÉM