14 de Dezembro de 2019
18º/33º
NOTÍCIAS » LOCAL

Prefeitura assina contrato com empresa de macrodrenagem

Obras de drenagem urbana nos braços esquerdo e direito da bacia do Córrego Afonso XIII estão orçadas no valor de R$ 11.535.601,11.

A Prefeitura de Tupã assinou contrato com a empresa Copel Construções Indústria e Comércio Ltda. para realização das obras de drenagem urbana nos braços esquerdo e direito da bacia do Córrego Afonso XIII, pelo valor de R$ 11.535.601,11.

As obras do braço esquerdo estão avaliadas em R$ 4.478.827,51 e as do braço direito, em R$ 7.056.773,60. Após a assinatura do contrato, o secretário Municipal de Obras e Trânsito, Valentim Bigeschi, disse que a proposta será encaminhada para a Caixa Econômica Federal, nesta segunda-feira (15).

"A Caixa vai analisar o projeto no prazo de dez a 15 dias para depois darmos a ordem de início dos trabalhos”, afirmou.

Isso significa que ainda no início do próximo mês de agosto os trabalhos finalmente poderão ser retomados.

Segundo a prefeitura, o dinheiro para o financiamento e contrapartida das obras está garantido. A prefeitura pagará cerca de R$ 1,7 milhão em contrapartida. As obras foram iniciadas no mês de outubro de 2010, pelo valor de R$ 25 milhões.

Mas, por questões econômicas, as empresas contratadas pela prefeitura faliram, prejudicando o andamento dos trabalhos.

A empresa vencedora da licitação deverá executar, nos dois braços do Córrego Afonso XIII, canal aberto de concreto armado, composto por escoramento contínuo de valas, forma, concreto com controle de FCK, e armação de estrutura, com diversas bitolas.

As obras devem ter instalação de tubos de concreto para redes coletoras de águas pluviais, com quantidade mínima de execução de 60% da quantidade descrita em planilha, implantação de drenagem urbana, composta por assentamento de tubos de concreto com diâmetro maior ou igual a 1.200 milímetros, aduelas de concreto, poços de visitas, e bocas-de-lobo, ou bocas-de-leão.

As obras de drenagem urbana fazem parte do programa Saneamento para Todos, do PAC (Programa de Aceleração do Crescimento). Os recursos são oriundos do Ministério das Cidades.
Obras

Com o início das obras, os maiores serviços agora se referem à canalização do braço do Córrego Afonso XIII e serão finalizados pequenos trechos da microdrenagem e os piscinões (Rua Brasil e Rua Prudente).

Ação judicial

O promotor de Justiça da 4ª Promotoria de Tupã entrou com ação civil pública, e ordenou a retirada das famílias ribeirinhas, atingidas com a falta dos trabalhos de macrodrenagem.
Segundo a ação judicial, cerca de 51% dos trabalhos foram concluídos.

Jornal Diário
+ VEJA TAMBÉM