10 de Dezembro de 2019
18º/33º
NOTÍCIAS » REGIÃO

Na manhã desta segunda-feira, Rinópolis volta a ficar sem energia elétrica

A falta de energia em diversos municípios atendidos pela Energisa tem sido recorrente. Na manhã desta segunda-feira (2) Rinópolis, mais uma vez, ficou sem energia elétrica.

A falta de energia em diversos municípios atendidos pela Energisa tem sido recorrente. Na manhã desta segunda-feira (2) Rinópolis, mais uma vez, ficou sem energia elétrica.

De acordo com a Energisa, o motivo foi a quebra de um equipamento de sustentação dos cabos da rede elétrica que atende a localidade.

A interrupção ocorreu às 7h09 e, de acordo com a empresa, foi restabelecida às 9h16.

Na última semana, no dia 26, Rinópolis já havia sido afetada por problemas no fornecimento de energia.

No mesmo dia, Tupã também foi afetada pelo problema. Além disso, no dia anterior (25), diversos bairros ficaram no apagão, além dos distritos de Parnaso e Varpa.

Falta de energia faz produtor perder 2 mil litros de leite

Há algumas semanas, um produtor rural do Assentamento Lamarquinha, zona rural de Rio Crespo (RO), registrou uma ocorrência alegando que perdeu 2 mil litros de leite devido a uma interrupção de energia elétrica. A falta de luz teria durado dois dias.

De acordo com o boletim de ocorrência, o produtor rural foi até o quartel da Policia Militar (PM) em Rio Crespo para denunciar o prejuízo causado pela falta de energia elétrica por mais de 48 horas, no mês de outubro.

Segundo relatou o produtor à PM, a interrupção iniciou na madrugada do dia 18 de outubro e a luz só foi restabelecida no dia 20. Por causa disso, o leite deixado no refrigerador da propriedade acabou estragando.

O que diz a distribuidora de energia?

Em nota, a Energisa disse que um raio causou a suspensão de energia, pois uma chave fusível acabou sendo desarmada. Porém, a empresa diz que o fornecimento de energia foi restabelecido após quatro horas.

"Os clientes que se sentirem prejudicados pela suspensão podem ingressar com pedidos de ressarcimento por meio do 0800 647 0120 ou em uma agência de atendimento da concessionária", diz a Energisa.

Contas altas

Com tantas quedas no fornecimento nos últimos dias, a população reclama dos valores altos que são cobrados na conta.

Em janeiro deste ano, a superintendência para Orientação e Defesa do Consumidor (Procon/MS) notificou a concessionária dos serviços de energia elétrica em Mato Grosso do Sul, Energisa.

A motivação segundo o superintendente, Marcelo Salomão, foi o aumento excessivo de reclamações dos consumidores, principalmente nos municípios do interior do Estado.

Segundo diagnóstico feito pela equipe técnica do Procon/MS, os 10 problemas com maior número de reclamações sobre a Energisa são: cobrança indevida/abusiva, ausência de resposta, consulta sobre serviços, resolução de demandas pelo Serviço de Atendimento ao Cliente (SAC), dúvidas sobre valor/reajuste, acesso ao serviço, ausência de registro numérico, rescisão ou alteração unilateral de contrato, dano material e inacessibilidade para deficientes.

À época, a empresa enviou resposta a notificação do Procon/MS. A empresa espondeu que as altas temperaturas registradas no Estado, principalmente no mês de dezembro, causaram elevação do consumo de energia entre a população. "A alteração do valor percebida nas contas de luz do mês de janeiro, refere-se a dezembro", detalha o documento.


Redação Tupacity
+ VEJA TAMBÉM