30 de Outubro de 2020
20º/30º
NOTÍCIAS » BRASIL

Estiagem pode afetar próxima safra de café

Produtores temem uma produção reduzida por causa do clima.

A região de Marília (SP) é um dos poucos lugares onde o café ainda é cultivado em São Paulo. A planta é do tipo arábica, que gera grãos de aroma marcante e sabor adocicado.

Cassiano Tosta investe em cafés especiais e teve uma boa produção este ano. Em uma área de 12 hectares, colheu 340 sacas.

As características da região costumam ser favoráveis à lavoura. Os agricultores contam com a qualidade da terra, a altitude e o clima. Mas, de vez em quando, nem tudo ajuda. É exatamente o que está acontecendo agora. O cafezal sente a falta de chuva.

Rafael diz que a estiagem pode afetar o desenvolvimento dos frutos. Só com uma florada intensa é que dá para prever uma boa colheita lá na frente.

O engenheiro agrônomo Tiago Sartori explica que o chumbinho vai virar o grão de café. Com a falta de água, ele pode ser abortado pela planta. Isso tem um impacto direto na produção.

Se não chove, a saída é irrigar, mesmo aumentando os custos. É o que vem fazendo Paulo Renato de Souza. Ele leva água para metade dos pés de café cultivados em 300 hectares. Dessa forma, o produtor espera reduzir o impacto da estiagem na próxima safra. Ele diz que, por enquanto, as perspectivas para 2021 não são nada boas.

Os produtores paulistas devem colher este ano 6,2 milhões de sacas de café, de acordo com a Conab.
G1
+ VEJA TAMBÉM