24 de Setembro de 2020
20º/30º
ENTRETENIMENTO » COLUNISTAS

PESSOAS PERFEITAS?

Victor B. Neves*

As pessoas perfeitas, não bebem, não discutem, não brigam, não erram e não existem.
Afinal, o que seria uma pessoa perfeita?
Aos olhos do mundo, da sociedade, pessoas perfeitas seriam aquelas que aparentam serem o tempo todo felizes? Serem plenas aos olhos dos outros?
Serem lindas? O que seria uma pessoa linda?

Atualmente, vivemos em um mundo saturado de pessoas ansiosas, estressadas, onde não só sua rotina cobra muito delas, mas como elas mesmas cobram muito de si.
Pessoas vivem em um mundo acelerado constantemente, não que o mundo seja realmente o tempo todo acelerado, a vida, o mundo, tem uma única velocidade, é rápido, mas nem tanto. Além de tudo ser tão passageiro, o ser humano sem perceber, faz com que tudo, além de passageiro, passe de uma forma que nem ele mesmo perceba.

Mas, o grande ponto não estaria aí, mas sim, em não estar satisfeito em apenas viver desta forma, mas esperar com que todos a sua volta esteja na mesma velocidade que ele, ou cobrar para que seja completamente diferente dele. Contraditório não?

Que seja calmo, consciente, constante a todo tempo, coisa que nem ele mesmo pode ser. Na verdade, ninguém pode ser!

E daí, se iniciaria os grandes conflitos.
Cada pessoa tem sua própria subjetividade, tem seus desejos e suas guerras dentro de si, que somente cada uma delas, sabe "bem" o que se passa lá dentro.

Sabendo que de fato, dentro de cada ser existe uma guerra imensa sendo travada o tempo todo, o que as fazem querer demonstrar a todos a sua volta que está tudo bem, a todo tempo, tudo sob controle? Que ao apagar a luz do seu quarto e deitar a cabeça no travesseiro ela é realmente como demonstra ser ao mundo, que em nenhum momento, nada nunca a atormentou? Qual o problema em mostrar sua fragilidade mesmo que pouco!? Nenhuma pessoa é igual a outra, mas todos são iguais em não serem perfeitos.

Muitos diriam que você demonstrar sua fragilidade é um sinal de fraqueza, e com isso ficaria totalmente exposto para que outras pessoas se aproveitassem disso e pisassem em você. Mas pare por alguns segundos e reflita: Se você tentar desacelerar um pouco, de tudo que faz normalmente, da sua rotina totalmente estressante e tentar focar mais em você, em conhecer-se, conhecer o que te aflige, perturba, tira seu sono, modifica seu ser pouco a pouco, para cada vez uma pessoa mais doentia sem que você perceba. Com toda certeza, você conhecendo seus demônios, ficara muito mais fácil de enfrentá-los e dialogar com todos eles.

Afinal, todos eles são você!

E com isso, talvez não houvesse tanto problema em demonstrar, falar para o outro, sobre aquilo que te aflige, talvez até te levaria a um lugar até mais próximo do outro, de alguma forma em que ele se identifique, sendo ele, médico(a), músico, morador de rua, policial, estudante, professor(a), marido, amigo(a), esposa, namorado(a) etc... E os grandes conflitos diminuíssem, tendo consciência de que, todos além dos seus problemas diários, tem seus problemas internos e cada um tem seu tempo e sua própria velocidade. Mostrando que você também vive, sorri e sofre. Seja por motivos semelhantes ou diferentes. Mas sofre, cada um da sua forma!

Uns os chamariam de fracos, eu, os chamariam de humanos!

Cada pessoa tem e sabe os motivos do qual te assombra, do qual as fazem querer mudar e evoluir todos os dias, cada pessoa tem suas fragilidades e imperfeições sim.
Afinal, não existe pessoa perfeita!


(Victor B. Neves - 08/07/2020)
@Victorbrenoo

Victor Breno Neves
*Victor B. Neves é estudante de psicologia na Faculdade da Alta Paulista (FAP), associado do Leo Clube de Tupã. Escritor, compositor, vocalista e baterista da Banda Vepp, também residida na cidade de Tupã. Victor busca de diversas formas pensar e repensar sobre os pré-conceitos que temos, sobre nós mesmos, nosso dia-a-dia e nossa vida. Sendo assim, tentando estar diariamente ressignificando o próprio sentido e o próprio sentimento.
+ VEJA TAMBÉM