01 de Dezembro de 2021
20º/30º
Entretenimento - Colunistas

Você sabe o que é compliance trabalhista?

Saiba as vantagens de regularizar a empresa ao novo padrão de eficácia e eficiência visando o crescimento empresarial de forma saudável e sustentável.

Olá, querido leitor! Hoje nosso artigo está voltado às pequenas e grandes empresas que querem se regularizar ao novo padrão de eficácia e eficiência promovendo crescimento empresarial de forma saudável e sustentável.

Compliance é o ato de regularizar a empresa em normas trabalhistas, tanto em leis, como em acordos coletivos, instruções normativas e regimentos internos empresariais. Em tradução, significa "agir de acordo com uma regra".

Há inúmeras vantagens em se adequar ao compliance, dentre elas o aumento de produtividade, dando ao empregado maior segurança e apresenta a empresa com bons olhos ao judiciário. O programa de compliance sendo efetivo traz uma preservação de honra e boa imagem empresarial.

O compliance é importante para toda relação de trabalho, pois valorizar o empregado e dar-lhe segurança de emprego é a certeza de maiores lucros à empresa e menores prejuízos de ações trabalhistas, pois quando o empregado trabalha motivado, faz com que negócio do empregador flua muito melhor.

Isso faz com que os colaboradores se sintam mais engajados, pertencentes à empresa, gerando maior confiança em seus empregadores e, por consequência, desenvolver com maior aptidão a produtividade e a força de trabalho.

O maior objetivo do compliance é adequar a empresa em todas as regras trabalhistas para buscar a redução de litígios e garantir relações de trabalho transparentes. Nele deve conter as atividades essenciais e complementares da empresa, a quantidade de empregados (inclusive a quantidade por setor), se há ou não prestadores de serviços e as normas trabalhistas internas.

Com as regras bem estipuladas, o programa ajuda na prevenção de múltiplos riscos, como por exemplo, problemas entre os membros da mesma equipe de trabalho, doenças ocupacionais e acidentes de trabalho, dentre inúmeros outros.

Para um compliance trabalhista eficaz a direção da empresa deve participar de forma ativa das regras e objetivos pactuados, bem como se faz necessária a presença de um departamento jurídico trabalhista, representantes dos recursos humanos e, caso tiver, auditoria interna e ouvidoria.

Assim, promovendo diferentes estratégias, a empresa que se adequa a um bom compliance reforça sua cultura organizacional, se enquadra em todas as leis e normas trabalhistas, se adequa ao novo mercado, promove melhor ambiente de trabalho e, por consequência maior e melhor desenvolvimento empresarial.
Colunista
Juliana de A. Andriotti Marchetti
*Juliana Andriotti é Advogada - Bacharel em Direito - FADAP (2009-2013). Pós-graduada em Direito e Processo do Trabalho - Escola Paulista de Direito Conciliadora formada pelo Curso de Mediação Judicial de acordo com a res. 125/2010 do CNJ.
Receba em primeira mao nossas noticias!
Participe de nossos grupos:
+ VEJA TAMBEM