07 de Agosto de 2020
20º/30º
ENTRETENIMENTO » COMPORTAMENTO

Empresa de Marília promete fornecer biscoito que 'saiu de linha' para menino autista após mãe fazer apelo

Mãe de Marco Antônio, de 9 anos, conta que ficou desesperada quando percebeu no mercado que o biscoito, que trazia a forma de um coração, tinha mudado. "É a companhia dele", contou.

O apelo de uma mãe nas redes sociais levou uma empresa de Marília (SP) a prometer para o filho dela, que é autista, o fornecimento gratuito de biscoitos até o fim do ano. Mas não um biscoito qualquer: um tipo específico, que tem formato de um coração no centro - o único que ele aceita comer.

A enfermeira Loreta Toffano contou ao G1 que costumava comprar cerca de 20 pacotes de biscoito de leite ou nata de uma marca específica para o filho Marco Antônio Lacerda Magalhães, de 9 anos, que tem seletividade alimentar. No entanto, na última sexta-feira (5), ela foi ao mercado e percebeu que o produto havia mudado de formato.

"Mesmo assim eu comprei no novo formato, para tentar, mas ele tem todo um ritual, como é comum para a criança autista. Ele pega o biscoito, olha bem, faz uma inspeção visual, cheira, aí quebra bem no meio do coração. Se quebrar torto, ou se tiver um trincadinho, ele não come. Ele pegou o biscoito no formato novo, olhou, cheirou e deixou de lado", lembra a mãe.

Por causa dessa situação, Loreta decidiu publicar um apelo nas redes sociais, pedindo para que a empresa voltasse a produzir os biscoitos no formato que Marco Antônio gosta. Ela conta que o menino chora por não ter o biscoito e entra em crise. A publicação no Instagram teve mais de 2 mil curtidas e 1,5 mil comentários até quarta-feira (10).

Ao ver a publicação, a marca disse que entrou em contato com Loreta e que o menino continuaria a receber os biscoitos "que tanto ama".

Segundo a enfermeira, a empresa a comunicou que não teria como manter o formato antigo do biscoito, mas que mandaria os pacotes exclusivamente para ela até o final do ano, de forma gratuita. Além disso, também enviaria biscoitos de outros modelos, para que o menino pudesse experimentar e fazer a transição.


Mãe de menino autista faz apelo nas redes sociais para empresa de biscoito em Marília — Foto: Instagram/Reprodução


Biscoito "do coração"

O biscoito de coração faz parte da vida do Marco Antônio desde que ele tinha 2 anos, segundo a mãe. Para comprar os pacotes, Loreta gastava cerca de R$ 150 por mês.

"O biscoito é a companhia dele. Então na praia, estávamos em Cabo Frio, com o potinho de biscoito do lado. Ele está no pula-pula, e o biscoito do lado. É o companheiro de cada dia, tipo o nosso pão", conta.
Em nota ao G1, a empresa Marilan informou que "sempre teve o comprometimento de contribuir com a sociedade" e que estimula os funcionários a ajudarem quem estiver ao alcance da marca. A empresa também confirmou que vai entregar os biscoitos para o Marco Antônio a partir do mês de julho.

G1 Bauru e Marília
+ VEJA TAMBÉM