03 de Outubro de 2022
20º/30º
Notícias - Educação

Conselho Tutelar recebe cerca de 80 denúncias contra alunos que não entregam atividade escolares

Pais recebem orientações e advertências por conta da situação.

A pandemia modificou todo o formato de aprendizado e, assim como os professores, os alunos tiveram que se adaptar às aulas remotas. No entanto, o Conselho Tutelar de Tupã relata que recebeu em torno de 80 denúncias por conta de estudantes que não participam das aulas on-line e de pais que não devolvem as tarefas passadas pelas instituições de ensino.

Conselho Tutelar recebe cerca de 80 denúncias contra alunos que não entregam atividade escolares
Conselho Tutelar recebe cerca de 80 denúncias contra alunos que não entregam atividade escolares


Conforme as informações apuradas pelo TupãCity.Com, junto com o Conselho Tutelar, as instituições de ensino têm a obrigação de acionar o Conselho em algumas situações, sendo: casos de suspeita de maus-tratos, frequência irregular, evasão escolar e elevados níveis de repetência.

O que acontece é que neste período de pandemia de coronavírus, as escolas registram como presença a entrega de atividades, mas alguns alunos estão deixando de efetuar as tarefas.

"Caso não seja efetivada a entrega (dos trabalhos) e após todas as medidas esgotadas pela unidade escolar na busca da solução do problema, somos acionados por meio de encaminhamento", explica Aline Carolina Parmezan Ribeiro, presidente do Conselho Tutelar de Tupã.

Aline conta que para proteção das famílias e dos conselheiros, o Conselho estabelece contato com os pais através do telefone e envio de correspondências.

"Estabelecemos contato telefônico, outra medida adotada foi o envio das orientações por meio de correspondência (Carta com A.R). Em determinados casos, os atendimentos foram agendados na sede do Conselho Tutelar e sempre cumprindo as orientações fornecidas pela saúde para evitar a proliferação da COVID-19".

Ainda conforme as informações, os pais foram devidamente orientados e advertidos no que sobre os deveres inerentes à eles enquanto guardiões legais.

"Observamos que muitas famílias não tinham o conhecimento de que, deixando de realizar a entrega das atividades propostas pelos professores estariam violando um dos direitos inerentes ao filho, onde poderia ser caracterizado como 'Abandono Intelectual'. No entanto, após as orientações realizadas, verificamos que as famílias encontraram estratégias para garantir o referido direito", conclui.
TupãCity - Com informações de Conselho Tutelar de Tupã
Receba em primeira mao nossas noticias!
Participe de nossos grupos:
+ VEJA TAMBEM