25 de Setembro de 2020
20º/30º
NOTÍCIAS » EDUCAÇÃO

NOVIDADE: CENAIC de Tupã está com matrículas abertas para o Curso de Libras

Nos últimos meses, a língua passou a ganhar evidência seja através de pronunciamentos de governos, ou das lives de artistas.

O período de isolamento social fez com que muitos trabalhadores aproveitassem as horas em casa para buscar qualificação profissional. Além da busca pelo conhecimento para atender a demanda do mercado de trabalho, a pandemia também despertou o interesse ainda maior da sociedade na inclusão social. Esse desejo se refletiu grande procura por cursos como o da Língua Brasileira de Sinais (Libras).

Pensando nisso, o CENAIC de Tupã está oferecendo o curso de LIBRAS (sigla de Língua Brasileira de Sinais). De acordo com o diretor do CENAIC, Renato Capobianco, o curso é uma da grandes novidades da escola e está com matrículas abertas.

"Essa busca das pessoas por aprender a linguagem de sinais só traz benefícios para toda a sociedade. A Libras é uma forma de garantir a socialização dos surdos, dando a oportunidade para que eles possam interagir com a sociedade em geral”, explica Renato.

Os interessados devem entrar em contato com o CENAIC através do telefone (14) 3441-2025, do WhatsApp (14) 99810-2527, ou se dirigir até a rua Guaianazes, nº 1110 – Centro.




Libras

Reconhecida oficialmente em 2002, a Libras é a segunda língua oficial do Brasil, sendo a principal forma de comunicação de pessoas com deficiência auditiva. Nos últimos meses, a língua passou a ganhar evidência devido aos diversos pronunciamentos dos governos, que necessitavam de intérprete, e, principalmente, por conta das centenas de lives de entretenimento, que também passaram a adotar a libras como forma de inclusão.

Intérpretes nas lives

As lives musicais se tornaram febre durante o período de isolamento social. Mas o que mais chamou a atenção foi a busca pela inclusão social durante as transmissões. Isso porque todos os artistas tiveram a preocupação de levar um ou mais intérpretes de libras para fazer a "tradução simultânea” do que estava sendo cantado ou falado.

Apesar dos cantores serem a principal atração das Lives, alguns intérpretes acabaram roubando a cena. A performance deles em cada música mostrava que, mesmo sendo uma forma de distração totalmente ligada à audição, era sim possível transmitir o sentimento de cada canção em forma de sinais.


Redação TupaCity/Especial Publicitário
+ VEJA TAMBÉM