25 de Setembro de 2022
20º/30º
Notícias - Esporte

Assisense acerta cesta de basquete a 150m de altura

Gabriela Chizzolini é a primeira mulher no mundo a conseguir arremesso com registro e crava recorde feminino

A assisense Gabriela Chizzolini, de 25 anos, conseguiu um feito incrível ao acertar um arremesso de uma altura de 150 metros, o equivalente a um edifício de 50 andares.

Durante três dias, a equipe do Esporte Espetacular acompanhou com exclusividade a moradora da cidade de Assis tentar por 505 vezes até a bola entrar na cesta de basquete montada dentro de uma pedreira na zona leste de São Paulo. A marca é a primeira registrada no mundo por uma mulher.

- Deus o tempo todo! A cada desafio é muito difícil, muito persistência, sempre! Nunca parei de tentar. Coisas que sempre quis muito, por mais que seja difícil, não pode parar de tentar - comemorou emocionada logo após o acerto.

Desde 2017, a jovem compartilha nas redes sociais cestas inusitadas e com grau de dificuldade. Durante a pandemia, teve a ideia de acertar da janela de um apartamento do décimo sétimo andar, em Assis. Deu certo e viralizou com a façanha.

Divulgação - Gabriela Chizzolini acerta cesta a 150 metros de altura e vira recorde feminino mundial — Foto: Lorena Dillon
Gabriela Chizzolini acerta cesta a 150 metros de altura e vira recorde feminino mundial — Foto: Lorena Dillon


- Comecei a fazer e postar para que as pessoas pudessem ver e gostar. É difícil ver meninas que façam desafios assim. Não imaginava que fosse ter a repercussão que tem hoje. Conquistar públicos desde criança a mais velhos. Eu vi um cara arremessando do alto de uma pedreira, e eu quis trazer para os meus desafios e, como moro no interior, é difícil ter acesso a lugares muito altos. Vi o prédio e imaginei que poderia ter uma possibilidade de tentar arremessar - explicou sobre a primeira cesta audaciosa das diversas que costuma compartilhar em seu perfil.

Professora de educação física de uma escola na cidade, Gabi também aproveita a habilidade em fazer "mágica" com a bola de basquete para ensinar às crianças de um jeito lúdico a iniciação com o esporte. Durante as aulas, faz exercícios como arremessar de costas para a tabela.

Divulgação - Gabriela Chizzolini faz sucesso nas redes com suas cestas inusitadas — Foto: Jonathan Santos
Gabriela Chizzolini faz sucesso nas redes com suas cestas inusitadas — Foto: Jonathan Santos


Para quem navega no perfil de Gabi, depara-se com cestas curiosas feitas com os pés, com taco de beisebol, com tamanhos de bolas diversas em buracos que parecem impossíveis de serem acertados.

Gabi topou o desafio ao se inspirar no australiano Derek Herron, detentor da maior marca do mundo registrada de uma altura a 201 metros do chão, feito realizado em Lesoto, na África do Sul, em 2018. Por não existir diferença de gênero para esse tipo de recorde, a brasileira não consegue oficializar a marca como recorde mundial feminino no Guinness Book.

Veja os bastidores do desafio

Para validar o feito, Gabi foi acompanhada por uma equipe formada por 5 câmeras, incluindo drone e micro-câmeras, tudo para que pudesse ter suas tentativas registradas. A pedreira do Lajeado, localizada na zona leste de São Paulo, pertence ao pai de Sandro Dias, uma das lendas do skate nacional. Com o projeto Zero Chance, o skatista formou uma equipe de talentosos para realizar desafios como o da Gabriela Chizzolini.

No primeiro dia de tentativas, foram mais de 100 arremessos e uma bola no aro logo na terceira tentativa. No segundo dia de gravações, Hortência apareceu para conferir o desafio. Um dos maiores nomes do basquete feminino se impressionou com a altura.

Divulgação - Bastidores das tentativas do desafio de basquete na pedreira do Sandro Dias — Foto: Henrique Daniel
Bastidores das tentativas do desafio de basquete na pedreira do Sandro Dias — Foto: Henrique Daniel


- Dá frio na barriga só de olhar!!! Se você acertar, eu paro, vou embora. Eu não consigo ver a cesta que está lá embaixo. Como vai acertar a cesta daqui de cima? Se acertar, vai ser incrível. Uma coisa inédita. Vou torcer, mas é difícil. Tem barulho aqui em volta, tem vento, tudo interfere. Vai ter que concentrar muito, esquecer que estamos aqui. Hoje é torcida a favor, menina... tu é porreta! - comentou a ex- jogadora que acompanhou muitos arremessos, mas não conseguiu testemunhar o momento do acerto.

O momento mais esperado veio logo na manhã do terceiro dia, na 505ª tentativa. Além dos 150 metros de profundidade até a cesta, Gabi precisou ter força para vencer os 80 metros de distância em linha reta. Depois da celebração, funcionários da pedreira tentaram arremessar e confirmaram o grau de dificuldade. Nenhum conseguiu fazer a bola chegar perto da tabela.
Divulgação Globo.com
Receba em primeira mao nossas noticias!
Participe de nossos grupos:
+ VEJA TAMBEM