09 de Dezembro de 2022
20º/30º
Notícias - Local

Câmara rejeita denúncia que pedia cassação de Paulo Henrique Andrade

O motivo descrito pela denunciante é que o vereador PH seria líder e incentivador de atos considerados antidemocráticos. Entenda.

Câmara rejeita denúncia que pedia cassação de Paulo Henrique Andrade (Foto/TupãCity)
Câmara rejeita denúncia que pedia cassação de Paulo Henrique Andrade (Foto/TupãCity)


A Câmara Municipal recebeu nesta segunda-feira (21) uma denúncia para afastamento e cassação do mandato do vereador Paulo Henrique Andrade. O pedido foi rejeitado pelos vereadores.

No documento a que o TupãCity teve acesso, a denunciante, Teresa Vicente, alega, entre outras coisas, que o vereador PH seria líder e incentivador de grupos que praticam atos que a denunciante considera como antidemocráticos.

Essas manifestações vêm acontecendo desde que Lula foi anunciado como vencedor da eleição.

A denunciante alega que esses atos, que seriam supostamente liderados dos pelo vereador, bloquearam a rodovia, impedindo direitos da população.

Câmara rejeita denúncia que pedia cassação de Paulo Henrique Andrade (Foto/TupãCity)
Câmara rejeita denúncia que pedia cassação de Paulo Henrique Andrade (Foto/TupãCity)


Depois que os atos foram encerrados na rodovia, as manifestações então foram deslocadas para o Tiro de Guerra, onde, segundo a denunciante, o direito de ir e vir também foi limitado.

A denunciante também afirma que Paulo Henrique de íntegra um grupo de atos antidemocráticos que teria furtado cerca de 30 pneus para queimar em barricadas na rodovia.

Ao TupaCity, os manifestantes afirmam que vieram à Câmara para apoiar o vereador, não por motivos e pretensões de apoio político, mas por entenderem que a denúncia se trata de um golpe, já que o possível afastamento se daria justamente pelo fato de o vereador apoiar as manifestações.



CÂMARA REJEITA PEDIDO


Redação TupãCity
Receba em primeira mao nossas noticias!
Participe de nossos grupos:
+ VEJA TAMBEM