25 de Setembro de 2022
20º/30º
Notícias - Local

Conselho aprova 16 propostas pelos direitos da pessoa com deficiência

Propostas serão encaminhadas às secretarias municipais



Com o tema "Consciência Inclusiva: Qual é a sua capacitação?", o Conselho Municipal dos Direitos da Pessoa com Deficiência realizou nesta quarta-feira (21), Dia Nacional de Luta das Pessoas com Deficiência, sua V Conferência Municipal. Os conselheiros aprovaram durante a reunião 16 propostas que serão incluídas no plano de atividades do biênio 2022/2024.

Conforme rege a lei de criação do conselho, a conferência é realizada a cada dois anos para se discutir propostas em busca de melhorar a acessibilidade do município, refletir sobre as responsabilidades da comunidade na luta pela inclusão social e homologar os conselheiros da sociedade civil para o próximo biênio. 

As propostas aprovadas serão encaminhadas às secretarias municipais competentes e, posteriormente, publicadas no site da prefeitura, conforme explica a presidente do Conselho Municipal pelos Direitos da Pessoa com Deficiência, Maria Helena Mozena.

"Cada proposta será enviada às secretarias correspondentes àquele determinado tema, por exemplo, saúde, administração, direitos humanos, entre outros. Feito isso, vamos publicar, e lutar para que consigamos conquistá-las e viabilizá-las durante esses dois anos. A nossa luta é difícil, mas não podemos desanimar, porque o que a gente deseja é uma sociedade inclusiva para que as pessoas com deficiência sejam tratadas com igualdade".

Mãe Apaeana, Silmara Guimarães tem um filho de 12 anos com epilepsia e autismo. Para compartilhar sua experiência, ela conduziu uma palestra durante a conferência e abordou a importância da aceitação familiar como um princípio fundamental para a inclusão social.

"A lei é muito bonita, mas é necessário que haja a consciência de todos. O primeiro passo é a aceitação da pessoa com deficiência pela família, depois de todos que estão no entorno e da sociedade. Os estabelecimentos comerciais precisam estar adaptados, não só para pessoas com deficiência, mas qualquer pessoa. Por isso, não basta ter lei se não tiver a consciência e o respeito". 

A V Conferência Municipal foi organizada pelo Conselho Municipal dos Direitos da Pessoa com Deficiência junto da Secretaria de Desenvolvimento Social e Direitos Humanos. Para a titular da pasta, Dra. Telma Tulim, "essa conferência é muito importante, pois tem a finalidade de levantar os problemas, buscar soluções e sugerir políticas públicas para melhorar a inclusão social das pessoas com deficiência. Espero que consigamos transformar Tupã em uma cidade mais acessível e próspera".
Prefeitura de Tupã
Receba em primeira mao nossas noticias!
Participe de nossos grupos:
+ VEJA TAMBEM