26 de Outubro de 2020
20º/30º
NOTÍCIAS » LOCAL

Conselho de Pastores se posiciona contra decisão da prefeitura de limitar cultos: 'Desrespeito'

O Conselho de Pastores de Tupã emitiu uma nota em que se posiciona contra a decisão da Prefeitura de Tupã de limitar a realização de cultos religiosos.

O Conselho de Pastores de Tupã emitiu uma nota em que se posiciona contra a decisão da Prefeitura de Tupã de limitar a realização de cultos religiosos.

A nota alega despreparo do governo municipal em lidar com a pandemia do coronavírus: "É necessário entender que o problema não está neste ou naquele estabelecimento comercial, pois as pessoas circulam a todo momento em todos lugares. Como garantir que há problemas de contaminação dentro de um mercado ou igreja e que o mesmo não acontece em todos os lugares?", questiona a nota.

O Conselho de Pastores reiterou ao Tupacity.com que é totalmente contra o Decreto 8.818 emitido pelo prefeito Caio Aoqui na última quarta-feira (29). De acordo com o conselho, o decreto limita apenas o atendimento espiritual aos moradores.

Também foi divulgado um vídeo com o posicionamento do conselho. "Entendemos ser um desrespeito à igreja de Cristo na cidade de Tupã. Este decreto vem ferir a manifestação da nossa fé. Inibir que possamos cumprir nossos ministérios, cuidando, zelando, abençoando a vida de pessoas que tanto têm necessidade principalmente em um momento tão difícil como esse", diz o pastor Bruno Marquezi no vídeo;

Assista na íntegra:



Em coletiva de imprensa na última semana, o prefeito e o secretário municipal de Saúde, dr. Miguel Ângelo DeMarchi, anunciaram o decreto que traz restrições principalmente com relação cultos religiosos.

A partir deste decreto, ficam autorizadas as celebrações em igrejas apenas aos domingos. Além disso, não será permitido o ingresso de crianças de até 12 anos e nem de idosos; deverá haver verificação de temperatura corporal nos locais que possuam mais de 100 pessoas (considerando a permissão de 30% da ocupação dos locais); deve ser mantido o distanciamento de 1,5 metro e ser feita a higienização dos espaços.

Confira abaixo a íntegra do decreto clicando aqui.

Leia a íntegra da nota:




Redação Tupacity
+ VEJA TAMBÉM