01 de Junho de 2020
12º/26º
NOTÍCIAS » LOCAL

Energisa esclarece constantes quedas de energia na cidade

A empresa destacou que a obra realizada na subestação visa melhorar o fornecimento de energia na cidade de Tupã.

Em relação às últimas quedas de energia registradas no município, nos últimos dias, a empresa Energisa explicou na tarde da última quinta-feira, dia 14, que desde o início de 2020 vem realizando um importante trabalho de modernização na subestação de energia que abastece a cidade. "Equipamentos antigos estão sendo trocados por novos e toda a estrutura que compõem a unidade está sendo modernizada”, disse.

"Muitos dos processos executados pelas equipes da empresa são realizados sem a necessidade de interromper o fornecimento de energia, mas determinadas operações exigem que o abastecimento seja interrompido para garantir a segurança do sistema elétrico, da população e dos profissionais que estão trabalhando”, acrescentou.

A empresa explicou, em nota, que as curtas interrupções registradas na cidade nas últimas semanas, durante a madrugada ou início da manhã, foram necessárias por conta do trabalho de modernização que está sendo realizado. "As interrupções tiveram duração de cerca de 1 minuto e atingiram pontos isolados da cidade”, explicou.

Subestação

A empresa destacou, ainda, que a obra realizada na subestação visa melhorar o fornecimento de energia na cidade de Tupã. "Ela, juntamente com a construção da linha de distribuição de 138 mil volts que liga Tupã a Getulina, faz parte de um pacote de investimentos realizados pela empresa no município que trará mais confiabilidade e qualidade no fornecimento de energia para os consumidores atendidos pela empresa, além de contribuir para o desenvolvimento social e econômico da região”, disse.

De acordo com a Energisa, a modernização da subestação deve ser finalizada até o final do mês de julho. "Já a conclusão da nova linha de distribuição de energia deve ocorrer no mês de agosto”, afirmou. "Essa nova linha, com extensão de 82 Km, representará uma nova fonte de abastecimento de energia para a região e beneficiará diretamente cerca de 73 mil clientes compreendendo os municípios de Osvaldo Cruz, Inúbia Paulista, Parapuã, Sagres, Salmourão, Bastos, Rinópolis e Tupã”, acrescentou.
A empresa disse lamentar pelos transtornos e pediu a compreensão de todos os seus clientes em função das curtas interrupções.

Outras ocorrências

A empresa explicou que a ocorrência registrada no dia 2 de maio, por volta das 19 horas, foi ocasionada por um curto-circuito em uma conexão da rede elétrica localizada no Jardim Nossa Senhora de Fátima e que atingiu os bairros Parque Universitário, parte do centro, Parque das Nações, Parque Industrial 1 e 2, Jardim Ibirapuera e alguns outros próximos. "O fornecimento chegou a ficar em meia fase por alguns minutos, mas técnicos da empresa foram rapidamente acionados e, após os procedimentos de manobras no sistema elétrico, por volta das 20 horas, o abastecimento foi regularizado para todos os clientes afetados”, disse.

Já a ocorrência registrada no dia 9 de maio, que atingiu uma parte do Parque Universitário, por volta das 21h30 min, foi ocasionada por um problema em um transformador de energia que abastece a localidade. "Técnicos foram acionados e o problema foi solucionado durante a madrugada”, salientou.

Mais uma vez, a empresa disse lamentar pelos fatos ocorridos e conta com a compreensão dos seus clientes.

Ressarcimento

Vale lembrar que os clientes que sofreram danos em seus equipamentos, decorrentes de um problema no sistema elétrico da distribuidora de energia, podem procurar a empresa para solicitar o ressarcimento. A análise do pedido será realizada pela Energisa, seguindo as regras, procedimentos e prazos estabelecidos pela Resolução 414 da Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel) sobre esse tipo de solicitação.

Os clientes da Energisa podem contar com outros canais de atendimento como o aplicativo para celular Energisa On; assistente virtual da Energisa pelo WhatsApp no telefone (14) 99120-3365; pelo site www.energisa.com.br; e pelo call center 0800 70 10 326.



Diário de Tupã
+ VEJA TAMBÉM