12 de Julho de 2020
20º/30º
NOTÍCIAS » LOCAL

Pessoas em situação de rua são acolhidas em hotel durante a pandemia

A Secretaria de Assistência Social tem oferecido uma alternativa de abrigo para as pessoas em situação de rua no município. Refeições também serão ofertadas para esse grupo

A Secretaria de Assistência Social tem oferecido uma alternativa de abrigo para as pessoas em situação de rua no município.

Graças a um recurso do Governo Federal, refeições também serão ofertadas para esse grupo, a distribuição delas começará ainda nessa semana.

Um crédito especial do Ministério da Cidadania (portaria nº 369, de 29 de abril de 2020) permitiu que a Administração Municipal reservasse quartos em um hotel da cidade para acolher pessoas em situação de rua. "Esse investimento e outras ações de proteção contra a Covid-19 serão cobertos pelo repasse de quase R$400 mil”, explicou o prefeito, Caio Aoqui.

O recurso federal deve ser revertido em ações socioassistenciais e de estruturação da rede, ou seja, para criação de alojamentos que permitam o isolamento social de pessoas em situação de rua, aquisição de Equipamentos de Proteção Individual e de alimentos.

Para cumprir as determinações da portaria e assistir ao grupo neste momento tão difícil para a saúde em todo o mundo, a Secretaria de Assistência Social fez uma triagem dos munícipes em situação de rua. De acordo com a secretaria responsável pela Pasta, Patrícia Fernandes, há 19 pessoas que se enquadram no perfil.

"Em geral, são homens que romperam vínculos com as famílias por serem dependentes de drogas ou álcool, ou outros motivos. Muitas vezes, eles optam por não retornar às casas, pois já se habituaram a situação”, explicou a secretária.
Esse hábito fica evidenciado, pois, até o momento, apenas seis dos triados aceitaram o alojamento no hotel.

Patrícia afirma que, para as hospedagens serem seguras, a Secretaria priorizou nesta primeira fase os idosos e as pessoas com bom comportamento.

A Prefeitura de Tupã poderá reservar esses quartos durante três meses.

"A ação tem o objetivo de preservar a saúde desses cidadãos, pois além do coronavírus, estamos no período de inverno”, comentou Patrícia.

Em função da pandemia, o serviço de estadia noturna no Albergue teve que ser suspenso, visto que o local não possuía o espaço recomendado pelo Ministério da Saúde.

A Prefeitura dispõe ainda do Serviço de Acolhimento em República, inaugurado pela atual administração em setembro de 2019.

O Serviço de Acolhimento em República continua abrigando pessoas de 18 a 59 anos que viviam na rua e que estão em fase de reinserção social.

Assessoria PMT
+ VEJA TAMBÉM