26 de Outubro de 2020
20º/30º
NOTÍCIAS » SAÚDE

Tupã não atinge meta das principais vacinas infantis

Vacinação continua em todos os postos de saúde do município

Assim como em outras cidades de todo o país, a cobertura vacinal da população tupãense continua baixa e ainda não atingiu as metas preconizadas pelo Programa Nacional de Imunização (PNI).

A cobertura vacinal é ainda menor em crianças e gestantes. Os dados fornecidos pelo PNI mostram que apenas 54% das crianças menores de um ano procuraram o serviço de saúde para receber a terceira dose da vacina contra poliomielite.

Cerca de 57,38% completaram o esquema vacinal contra a Hepatite B, 64% receberam a primeira e 41% receberam a segunda dose da vacina tríplice viral. Já em questão das gestantes, a cobertura vacinal é de apenas 27,46% e também não atingiu as metas.

Um dos fatores que contribuíram para essa queda é a pandemia do coronavírus, que faz com que as pessoas tenham medo de comparecer aos serviços de saúde, seja por conta do isolamento social ou por receio de se contaminar.

Mas, o que muitos não sabem é que a vacina é a melhor forma de se proteger contra diversos tipos de doenças e a falta da imunização pode trazer complicações sérias para a saúde coletiva.

Onde e quando tomar a vacina?

Atualmente, o PNI disponibiliza 19 tipos de imunizações, que podem ser tomadas a qualquer momento, sendo preciso se atentar a faixa etária do público alvo de cada vacina.

Para atualização do calendário vacinal basta procurar a unidade de saúde mais próxima da residência portando o CPF e a Carteira de Vacinação. Caso o munícipe não tenha a carteira vacinal, a unidade emitirá a segunda vida.

As recomendações para os munícipes que forem se imunizar é respeitar o distanciamento de 1,5 metros de outras pessoas, utilizar a máscara de proteção e higienização constante das mãos.

Vale lembrar que os pacientes suspeitos da Covid-19 são atendidos em um local separado dos demais atendimentos.

Confira a entrevista completa com a chefe do setor de Vigilância Epidemiológica, Juliana Yuri:


Redação TupãCity
+ VEJA TAMBÉM