01 de Fevereiro de 2023
20º/30º
Notícias - Mundo

Califórnia registra maior incêndio do ano, e 2.000 moradores deixam casas

Chamas estão fora de controle no parque nacional de Klamath, no norte do estado dos EUA. Governador declarou estado de emergência no fim de semana.

Chamadas tomam conta da Floresta Nacoinal Klamath, no norte da Califórnia, nos EUA, em 31 de julho de 2022. — Foto: Noah Berger/ Associated Press
Chamadas tomam conta da Floresta Nacoinal Klamath, no norte da Califórnia, nos EUA, em 31 de julho de 2022. — Foto: Noah Berger/ Associated Press


O maior incêndio registrado desde o início do ano na Califórnia obriga milhares de pessoas a abandonar suas residências, depois de destruir casas e devastar o terreno seco do estado, afetado no domingo por ventos fortes e tempestades elétricas.

Este é o maior incêndio na Califórnia em 2022, e mais de 2.000 moradores receberam ordem para abandonar suas casas, de acordo com o Serviço de Emergência da Califórnia (OES), principalmente no condado de Siskiyou.

O incêndio, batizado por autoridades do estado de McKinney, permanece fora de controle nesta segunda-feira (1º) na parque nacional de Klamath, norte da Califórnia, informou o Departamento Florestal e de Proteção contra Incêndios.

O governador do estado, Gavin Newsom, declarou estado de emergência no sábado e advertiu que o as chamas "destruíram casas e ameaçavam infraestruturas críticas".

O fogo se "intensificou e se propagou por causa de combustíveis secos, condições de seca extrema, temperaturas elevadas, ventos e tempestades elétricas", afirmou Newsom em um comunicado.

Quase 650 pessoas trabalham para tentar controlar o incêndio, segundo o Grupo Nacional de Coordenação de Incêndios Florestais.

Nesta segunda-feira, a vice-presidente dos Estados Unidos, Kamala Harris, vai anunciar em Miami uma série de programas para ajudar aos estados norte-americanos a combater efeitos das mudanças climáticas, como incêndios e enchentes causados por temperaturas extremas. Os programas fazem parte de um pacote de US$ 2,3 bilhões (cerca de R$ 12 bilhões) lançado por Joe Biden há duas semanas para ajudar a construir a infraestrutura necessária para condições climáticas extremas e desastres naturais no país.

Neste fim de semana, ao menos 26 pessoas morreram por inundações causadas por fortes tempestades no Kentucky, no leste dos Estados Unidos. O governador do estado disse que é provável que corpos sejam encontrados "por semanas".

Nos últimos dias, a Califórnia e outras áreas da região oeste dos Estados Unidos foram afetadas por grandes incêndios de rápida propagação.

O incêndio McKinney começou no dia 22 de julho no condado de Mariposa, aos pés da cordilheira Sierra Nevada, e já devastou quase 7 mil hectares, arrasando cerca de dez propriedades e colocando outras milhares em risco.
G1
Receba em primeira mao nossas noticias!
Participe de nossos grupos:
+ VEJA TAMBEM