28 de Novembro de 2022
20º/30º
Notícias - Região

Eixo confirma volta dos radares fixos em rodovias da região

Ativação está prevista para o início de 2023

As rodovias da região, sob concessão da Eixo SP, devem voltar a contar com fiscalização eletrônica de velocidade por meio de radares fixos. Neste domingo (18) um morador fotografou equipamentos instalados em três pontos da Rodovia Assis Chateaubriand (SP-425), no trecho entre Martinópolis a Presidente Prudente, nas duas pistas, e publicou em seu perfil no Facebook.

Conforme a postagem, os equipamentos estão instalados em três pontos da SP-425, nesse trecho: no km 439+800 (sentido sul - Martinópolis X Presidente Prudente), km 440 (sentido norte - Presidente Prudente x Martinópolis) e km 445 (sentido sul - Martinópolis X Presidente Prudente). A publicação repercutiu rapidamente nas redes sociais.

No final da tarde desta segunda-feira (19) o SIGA MAIS fez contato com a área de comunicação da Concessionária, que conformou a instalação dos equipamentos e que sua ativação ocorrerá no começo do ano que vem, ainda sem data definida.

"A Eixo SP Concessionária de Rodovias informa que a fiscalização eletrônica de velocidade na SP 425 - Rodovia Assis Chateaubriand tem início previsto para o primeiro semestre de 2023, a partir da homologação dos equipamentos e conclusão de estudos pelo Departamento de Estradas de Rodagem (DER) ", diz a nota enviada à redação.

Assim, conforme expôs a Concessionária, a ativação e operação dos equipamentos depende das liberações pelos órgãos estaduais oficiais. As infrações que venham a ser aplicadas, em situações de excesso de velocidade, são lavradas pelo órgão de trânsito competente.

O SIGA MAIS também perguntou à Eixo SP quais são os pontos que receberão os radares, na SP[1>425, como também na Rodovia Comandante João Ribeiro de Barros (SP-294), porém a empresa não detalhou esses dados.

Desativação dos radares foi em novembro de 2020

Em novembro de 2020 - pouco depois do início do contrato de concessão da rodovia, ocorrido em junho do mesmo ano - os radares existentes em pontos dessas duas rodovias, na região, foram removidos pelo Departamento de Estradas de Rodagem do Estado de São Paulo (DER SP), como estabelecido no respectivo contrato.

Em resposta a esse questionamento, naquela ocasião, a Eixo SP respondeu ao SIGA MAIS que em junho de 2020, quando do início da concessão, foram iniciados "estudos técnicos para o apontamento de localização de radares no trecho de concessão, antes sob administração do departamento estadual".

Ainda segundo detalhou a Concessionária dois anos atrás, não era preciso informar naquele contexto por quanto tempo as rodovias ficariam sem a fiscalização pelos dispositivos fixos, e nem seria possível se haveriam mudanças nos locais dos equipamentos, ou se seriam reinstalados nas mesmas localizações.

Em novembro de 2020 a Eixo SP esclareceu ainda que as decisões seriam conhecidas após a apresentação de relatório de estudos à Agência Reguladora de Transportes do Estado de São Paulo (Artesp). Depois disso, o órgão iria avaliar e decidir sobre localização e definição de prioridades na instalação, como determina o contrato de concessão.
Siga Mais
Receba em primeira mao nossas noticias!
Participe de nossos grupos:
+ VEJA TAMBEM