22 de Setembro de 2020
20º/30º
NOTÍCIAS » REGIÃO

Governo de SP coloca todo estado na fase amarela do plano de flexibilização

Atualizações eram feitas a cada duas semanas e passarão a acontecer uma vez por mês devido a estabilidade de 28 dias necessária entre as fases amarela e verde.

O governo de São Paulo atualizou nesta sexta-feira (11) a classificação das regiões no plano São Paulo, que regula a reabertura gradual das atividades econômicas durante a pandemia do coronavírus, e anunciou o avanço de duas regiões e nenhum retrocesso.

Com isso, pela primeira vez, todo o estado de São Paulo está na fase amarela de classificação do plano, a qual permite o funcionamento de bares, restaurantes, comércio e outras atividades não essenciais.

Franca e Ribeirão Preto eram as únicas regiões na fase laranja e passaram para a amarela nesta sexta (11). Na última sexta-feira (4) a região de Ribeirão Preto havia sido a única a regredir da fase amarela para a laranja, devido a um aumento no número de casos e na variação semanal de óbitos.

Para que as regiões evoluam para a fase verde, em que são permitidos eventos, convenções e atividades culturais com público em pé, é necessário uma estabilidade de 28 dias na fase amarela. Por isso, a gestão estadual também anunciou nesta sexta que as alterações do Plano São Paulo para evolução de fase passarão a acontecer uma vez por mês. A regra anterior permitia que as mudanças fossem feitas a cada duas semanas para evolução de fase.

"Essa nova classificação equaliza os cuidados com a saúde, com uma atividade econômica razoável e mais estável, e também dá um fôlego pro comitê fazer um acompanhamento dos indicadores da pandemia nas próximas 4 semanas, além de entender qual vai ser o impacto de leitos de Covid-19 para outras enfermidades do sistema de saúde. Considerando que hoje temos mais de 2.000 leitos de terapia intensiva reservados para Covid-19 no estado de São Paulo, este dimensionamento terá que ser redimensionado. E também nós temos que garantir que nós vamos trabalhar com maior segurança na migração da fase amarela para a fase verde e, posteriormente, para a fase azul", disse o coordenador do Centro de Contingência da Covid-19, José Medina.

Agora, o retrocesso de uma região para uma fase mais restrita da quarentena pode ocorrer a qualquer momento, mas apenas caso a reclassificação seja para a fase vermelha. Como todo o estado está agora na fase amarela, nenhuma região muda para a fase laranja pelo menos durante os próximos 30 dias. Na prática, as regiões que tiverem piora nos índices não vão retroceder, a menos que a piora seja tão grande que leve os números para o estágio vermelho.


G1
+ VEJA TAMBÉM