23 de Outubro de 2020
20º/30º
NOTÍCIAS » REGIÃO

Homem é preso por estupro ocorrido há 11 anos em Agudos após exame de DNA

Caso tinha sido arquivado, mas após mutirão de exames realizados em 10 mil presos por crimes sexuais no estado de SP, o autor foi localizado. O material genético foi colhido enquanto ele estava preso em Iaras.

A Polícia Civil esclareceu na última semana um crime de estupro que aconteceu em 2009, em Agudos (SP). Um homem de 33 anos foi identificado após o cruzamento de dados de exames de DNA. Após a identificação, ele foi preso e levado para prestar depoimento nesta quarta-feira (14).

Segundo a Polícia Civil, na época do crime, a vítima relatou que foi abordada pelo criminoso, que a levou até um matagal localizado próximo ao Conjunto Habitacional (CDHU) de Agudos e a estuprou. Ela tinha 20 anos e estava acompanhada de um sobrinho de 8 anos que presenciou o crime.

Um suspeito chegou a ficar quatro meses preso por ter sido reconhecido pela vítima, mas foi liberado depois que o seu DNA não bateu com o encontrado no material biológico colhido na vítima.

O caso chegou a ser arquivado, mas no ano passado a Justiça autorizou a realização de exames de DNA em 10 mil presos por crimes sexuais em todo o estado de São Paulo.

O autor do crime cumpria pena por tentativa de estupro em Iaras (SP), quando foi colhido o material genético. Com o cruzamento dos dados, foi comprovada a autoria dele no estupro de 2009.

"No confronto dessas amostras coletadas entre os presos de crimes sexuais e o material genético coletado da vítima na época, nós pudemos chegar até o autor. Por isso é importante ressaltarmos o valor de uma prova técnica não só para subsidiar as investigações, como também para o Ministério Público oferecer denúncia como para juiz condenar o indiciado com uma prova praticamente incontestável como é o DNA", explica o delegado Jader Biazon, responsável pelo caso.

Suspeito foi preso após o resultado do exame de DNA ser compatível com o do material biológico encontrado na vítima em Agudos — Foto: TV TEM/ Reprodução
Suspeito foi preso após o resultado do exame de DNA ser compatível com o do material biológico encontrado na vítima em Agudos — Foto: TV TEM/ Reprodução


Prisão

O homem estava cumprindo a pena em regime aberto desde maio deste ano por uma tentativa de estupro em Pederneiras, registrada em 2016. Por isso, a polícia pediu a prisão temporária dele pelo estupro cometido em 2009.

Ele foi localizado e preso na última quinta-feira (8) na casa onde mora, no centro de Agudos. Nesta quarta-feira (14), o homem foi levado para prestar depoimento na delegacia de Agudos.

Ainda segundo o delegado, foi feito o pedido para que prisão temporária seja convertida em preventiva para que o suspeito fique preso até o julgamento. Além dos crimes em 2009 e 2016, o homem já cumpriu pena por outra tentativa de estupro em 2011, também em Agudos.
G1
+ VEJA TAMBÉM