21 de Setembro de 2020
20º/30º
NOTÍCIAS » REGIÃO

Marília confirma primeiro caso de leishmaniose em 2020

Paciente é uma mulher de 38 anos, moradora do bairro Santa Antonieta; prefeitura informou que está seguindo o protocolo de sintomático para a doença.

A prefeitura de Marília (SP) confirmou, nesta terça-feira (4), o primeiro caso de leishmaniose do ano em humanos na cidade.

De acordo com a Secretaria Municipal da Saúde, a paciente é uma mulher de 38 anos que mora no bairro Santa Antonieta, região da cidade que registra grande parte dos casos de leishmaniose. (Confira o número de casos na cidade)

A prefeitura informou que a paciente apresentava febre e perda de peso, e estava recebendo atendimento por uma outra suspeita quando acabou diagnosticada com leishmaniose. O resultado positivo foi confirmado à Vigilância Epidemiológica em janeiro.

Agora, segundo a prefeitura, a mulher está sendo assistida no Serviço de Atendimento Especializado (SAE), órgão vinculado ao município que trata infecções mais complexas.

A Secretaria Municipal da Saúde também informou que está fazendo buscas nas proximidades do bairro, descartando casos de dengue e seguindo o protocolo de sintomático para leishmaniose.

Confira o número de casos de leishmaniose em Marília
2019

número de notificações: 37
positivos: 4
1 óbito de uma senhora de 72 anos

2020
número de notificações: 2
positivos: 1 tratada e 1 aguardando.

Leishmaniose em Tupã
Um caso de leishmaniose visceral também foi confirmado neste ano em Tupã. Segundo a Secretaria Municipal de Saúde, o paciente é uma criança de 4 anos, que apresentou quadro de febre e dores abdominais.

Após a confirmação, a prefeitura deu início às ações de bloqueio na cidade, começando pelo bairro onde a criança foi infectada. Em 2019, Tupã notificou três casos, incluindo uma morte.

G1
+ VEJA TAMBÉM