18 de Junho de 2021
20º/30º
Notícias - Região

Motorista sem CNH é preso por atropelar e matar menino de 8 anos, em Panorama

Homem não possuía CNH e havia ingerido bebida alcoólica antes de dirigir o caminhão; ele não parou para prestar socorro.

Foi preso na noite desta terça-feira (8) em Panorama o homem de 32 anos que dirigia o caminhão que atropelou e matou o menino Bruno Gomes da Silva, de 8 anos. O garoto morreu no local do atropelamento, no cruzamento da Rua Ivan Inácio da Silva com a Rua Júlio Barata, bairro Nosso Teto. O motorista não parou para prestar socorro.

Pouco depois a Polícia Militar localizou o caminhão suspeito estacionado em frente à casa do motorista, que foi abordado e autuado.

O homem, de acordo com a Polícia, não possuía a Carteira Nacional de Habilitação e se recusou a fazer o teste do bafômetro, sendo apresentado ao plantão da Polícia Civil, onde foi mantido preso, à disposição da Justiça. A audiência de custódia deve ser realizada hoje (9).

A vítima do acidente, de 8 anos, foi velada em Panorama e o corpo levado para Piracicaba, onde será sepultado. O menino morava com o pai, já que a mãe está em São Paulo (SP) para tratamento de um câncer.

O garoto tinha saído de casa para ir à padaria, acompanhado de um amigo da mesma faixa etária, quando ocorreu o atropelamento. O pai estava em casa, preparando o jantar.




Homicídio culposo

De acordo com o boletim de ocorrência do acidente, o atropelamento ocorreu quando o motorista realizou uma "conversão à direita, bem próximo à sarjeta, e atropelou a vítima".

Uma testemunha informou aos policiais que "gesticulou com os braços e gritou ao motorista do caminhão para avisá-lo do atropelamento. No entanto, o motorista deixou o local e foi embora".

Para a identificação do veículo, a PM acessou câmeras de segurança, sendo então possível chegar ao local onde o caminhão estava, em uma rua do Jardim Aeroporto, em Panorama.

O motorista explicou aos policiais que "havia ingerido bebida alcoólica (cerveja) e, depois conduzido o veículo e transitado no endereço do atropelamento, motivo pelo qual foi encaminhado à delegacia".

Vestígios da vítima no caminhão

O BO relata ainda que no paralamas traseiro do caminhão havia "vestígios aparentando ser tecido de corpo humano (massa encefálica) da vítima".

Peritos da Polícia Científica foram acionadas para exames periciais no local do acidente e no caminhão. O laudo será incorporado ao inquérito instaurado pela Polícia Civil, que vai apurar as responsabilidades quanto ao caso, registrado como homicídio culposo na direção de veículo automotor. A caracterização do crime considera ainda que o condutor estava sob influência de bebida alcoólica e não tinha permissão para dirigir.
G1 - Siga Mais
Receba em primeira mao nossas noticias!
Participe de nossos grupos:
+ VEJA TAMBEM