28 de Novembro de 2022
20º/30º
Notícias - Saúde

Número de internações por Covid sobe em SP, RJ, RS e AM, alerta Fiocruz

Infecção pelo coronavírus é a principal causa de hospitalizações por síndrome respiratória aguda grave nas últimas semanas

Fiocruz diz que aumento de casos ocorre principalmente entre adultos nas capitais (BRENO ESAKI/AGÊNCIA SAÚDE)
Fiocruz diz que aumento de casos ocorre principalmente entre adultos nas capitais (BRENO ESAKI/AGÊNCIA SAÚDE)


O boletim InfoGripe da Fiocruz (Fundação Oswaldo Cruz) desta semana, divulgado nesta quinta-feira (10), alerta para o aumento das internações por Srag (síndrome respiratória aguda grave) causada principalmente pela Covid-19 nos estados de São Paulo, Rio de Janeiro, Rio Grande do Sul e Amazonas.

A análise tem como base informações inseridas no sistema Sivep-Gripe, do Ministério da Saúde, até o último dia 7.

Segundo a Fiocruz, o aumento das internações nos referidos estados está relacionado aos casos de Srag em adultos nas capitais.

A Covid-19 continua a ser a principal responsável pelas hospitalizações por complicações respiratórias nas últimas quatro semanas, representando 36,9% do total. Em seguida, aparecem o vírus sincicial respiratório (26,1%), que atinge principalmente bebês e crianças, e influenza A (14,8%).

Ainda de acordo com o boletim, 74,6% das mortes ocorridas no período foram por Covid-19.

Dados da Abramed (Associação Brasileira de Medicina Diagnóstica), cujos associados realizam cerca de 60% de todos os testes da saúde suplementar no país, mostram que a taxa de positividade dos exames saltou de 3,7%, no começo de outubro, para 23,1%, na primeira semana de novembro.

O avanço da subvariante da Ômicron BQ.1 pode ser uma das causas do aumento recente de casos de Covid-19 observado em algumas regiões.

Soma-se a isso, segundo especialistas, a perda natural da imunidade ao longo dos últimos meses.

A preocupação de especialistas é com indivíduos idosos, com doenças crônicas e imunossuprimidos, que são justamente os que evoluem para formas graves da doença, mesmo que estejam com esquema vacinal completo.

Para se ter uma ideia, 67% dos 55.136 mortos por Covid-19 entre 1º de janeiro e 29 de outubro tinham mais de 70 anos, segundo o boletim epidemiológico mais recente do Ministério da Saúde. Em números, 36.824 pessoas com mais de 70 anos perderam a vida para a Covid.
R7
Receba em primeira mao nossas noticias!
Participe de nossos grupos:
+ VEJA TAMBEM